Quinta-feira, Maio 19, 2022
17.8 C
Braga
InícioReportagemUcranianos já estão a aprender português em Braga

Ucranianos já estão a aprender português em Braga

© Sandra Antunes

Os refugiados ucranianos residentes em Braga já estão a aprender a língua portuguesa. Oferecidas pela União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves, em parceria com o Centro de Estudos “O Aprovado”, as aulas serão lecionadas a 25 ucranianos, incluindo crianças entre os 9 e os 14 anos, por professores e dois tradutores que se disponibilizaram para ajudar.

Carolina Teixeira, presidente da União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves, explicou que esta iniciativa surgiu após a recolha de bens essenciais para o povo ucraniano. “Começámos este processo com a recolha de bens alimentares e produtos de higiene, onde nos associámos à iniciativa da Braga SOS Ucrânia, para que a nossa União de Freguesias fosse um ponto de recolha e, a partir daí, houve uma movimentação a nível da população. Aí achámos que esta iniciativa fazia todo o sentido até porque Ferreiros e Gondizalves foi pioneira em receber ucranianos nas nossas freguesias através de alguns alojamentos locais”, sublinhou a autarca.

© Sandra Antunes

A presidente referiu que em Gondizalves vai haver uma habitação que vai ser disponibilizada para alojar cinco cidadãos ucranianos. “Estas aulas fazem todo o sentido porque é uma forma de os integrar na união de freguesias. Os ucranianos  já se sentem à vontade porque os vimos a passear nas ruas e a cumprimentarem as pessoas, pelo que acho foram muito bem acolhidos. O ensino do português será uma mais-valia para eles porque querem ser ativos, querem arranjar um emprego e sentem-se obrigados a ajudarem no local que estão alojados”, sustentou Carolina Teixeira.

Miguel Caldas, técnico superior do Município de Braga, marcou presença nesta primeira aula, uma vez que é o responsável em articular com as Juntas de Freguesia para alojar os refugiados no concelho.

Neste momento há dez ucranianos a residirem em Ferreiros e Gondizalves, sete deles no restaurante e residencial Satélite, que se prontificou a dar alojamento e alimentação a estes refugiados.

“Neste momento encontram-se três atletas a residirem na residencial, que ficaram retidas quando decorreram as provas de atletismo em Braga. Na semana passada recebemos uma mãe e o filho e outra mãe com o filho, totalizando agora sete pessoas. Elas sentem-se muito acolhidas pelo povo português e estão de coração cheio por tudo o que estamos a fazer. Claro que sentem muitas saudades da família e querem o quanto antes regressar à sua terra, mas têm noção que neste momento as dificuldades são muitas devido à situação que o país está a atravessar”, sublinhou Paula Azevedo, do Restaurante e Residencial Satélite.

© Angélica Antunes

Sara Silva , professora e proprietária do Centro de Estudos “O Aprovado”, deu as boas-vindas aos novos alunos. “Eu é que tenho o prazer em poder vos ajudar e estou muito grata por vos poder ajudar. Espero que consiga implementar em vocês o gosto pela língua portuguesa, não só para quebrar barreiras, mas quem sabe, no futuro, vocês virem a ensinar o português na Ucrânia”, disse a professora.

As aulas serão lecionadas diariamente às 18:30, nas instalações do Centro de Estudos “O Aprovado”, situado em Ferreiros, e contarão com o apoio da professora Sara Silva, do professor Joaquim Ferreira, da professora Alexandra Pacheco e dos tradutores Natalya Dubyla e Edgar Gomes.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS