Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.7 C
Braga
CulturaAlunos da UMinho vão estrear em Braga obras de Armando Santiago

Alunos da UMinho vão estrear em Braga obras de Armando Santiago

Compositor ímpar da cultura contemporânea lusa vai conversar e assistir ao concerto esta quarta-feira, em Braga.

© Atelier de Composição

Tem 92 anos e esta quarta-feira estará na primeira fila do salão medieval da Reitoria da Universidade do Minho, em Braga, para ver às 17:30 um concerto com obras suas, interpretado por alunos de Música desta academia – e também conversar com eles.

Armando Santiago é um compositor e professor lisboeta a viver no Canadá desde os anos 60, onde coordenou a reforma do ensino da Música e dirigiu os conservatórios de Trois-Rivières e do Quebeque. Fez também a música do filme “Dom Roberto” (1962), na génese do novo cinema português, e venceu vários prémios.

O alinhamento deste concerto especial inclui a estreia absoluta de “Groupes IV” para marimba e gongos, a primeira audição em Portugal de “Groupes”, uma das suas principais criações e com 16 instrumentistas, além do solo para clarinete “Três Miniaturas”.

Os intérpretes são Maria João Saraiva (flauta), Jéssica Marquez (oboé), Francisca Lima, Bruno Martins, Jael Cohen (clarinete), João Lopes Mendes (fagote), Guilherme Veiga (trompete), José Cancela (trompa), João Moreira (trombone), Beatriz Santos, Rúben Oliveira, Bernardo Cruz (percussão), Inês Filipe (piano), Joana Beatriz Neiva, João Inácio (violino), Clarisse Gomes (viola d’arco), Henrique Rocha (violoncelo), Luana Ferreira (contrabaixo) e André Coutinho (direção).

A música de Armando Santiago abrange os géneros solísticos, de câmara, orquestral, vocal e eletrónico. Encara a partitura musical como um “ajustamento” na procura do detalhe e na justeza de cada atitude, em que o compositor é um artesão-filtro, sensível e eclético.

O evento é coordenado por Pedro Junqueira Maia, professor do Departamento de Música da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas da UMinho. Este docente também promoveu recentemente com a colega Vera Fonte, em Braga, o projeto internacional “Musical Bounce Back”, através de exposições, palestras, workshops e concertos sobre o papel das mulheres na música e em novas pedagogias.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES