Sábado, Dezembro 10, 2022
11.6 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão lança Boletim de Saúde Física para seniores

Famalicão lança Boletim de Saúde Física para seniores

© CM Famalicão

Os mais de 4000 seniores do concelho de Vila Nova de Famalicão que participam no projeto “Mais e Melhores Anos” vão passar a dispor de um Boletim de Saúde Física que contará com toda a informação sobre a sua aptidão física, o tipo de treino prescrito pelos técnicos municipais, o registo das avaliações físicas efetuadas no âmbito do programa e outras informações que depois poderão ser diretamente consultadas pelos respetivos médicos de família.

O documento foi apresentado esta segunda-feira, numa sessão que levou boas notícias para o programa “Mais e Melhores Anos”, que de acordo com uma avaliação efetuada pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), está a ser eficaz na prevenção de alguns síndromes geriátricos e tem ajudado a melhorar a robustez física dos seniores famalicenses que chegam mesmo a apresentar resultados acima dos valores de referência da população portuguesa.

A conclusão foi apresentada hoje pelo docente da FADEUP e coordenador científico do programa municipal, Daniel Gonçalves.

Resultados que deixaram o presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, “muito satisfeito”. “Este é o caminho que queremos prosseguir, mas há muito mais a fazer para que possamos chegar a ainda mais seniores”, disse o edil, apontado alguns projetos que poderão ajudar a concretizar esse objetivo como é o caso da ampliação do complexo das piscinas municipais de Famalicão e das academias seniores.

O estudo apresentado esta manhã salienta ainda a importância de uma abordagem mais dirigida para as necessidades e características clínicas de cada participante do programa e para a importância de uma avaliação regular para monitorização e eventual adaptação do tipo de exercício praticado.

É aí que surge então o Boletim de Saúde Física da Pessoa Idosa, instrumento muito elogiado pelo diretor do Agrupamento de Centros de Saúde Ave/Famalicão, Ivo Sá Machado. “É, indiscutivelmente, uma excelente ajuda, com uma importância e um alcance que saltam à vista. Não há dúvidas de que vem acrescentar muito”, disse.

Melhorar a aptidão física, bem-estar emocional e qualidade de vida dos participantes; prevenir e atenuar a severidade de sintomas, promover a independência funcional são alguns dos objetivos do programa “Mais e Melhores Anos” que passará a estar dividido em seis áreas de atuação que procuram responder às necessidades específicas dos participantes: “Coração Mais Saudável”, “Mais Ativo”, “Mente Mais Sã”, “Mais Vida”, “Respira Mais e Melhor” e “Mais Movimento”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS