Quarta-feira, Junho 12, 2024
21.2 C
Braga
BragaBraga vai apostar na internacionalização académica e cultural

Braga vai apostar na internacionalização académica e cultural

O “Erasmus-Café” envolve Câmara de Braga, CCDR-N e Universidade Técnica de Munique.

© CM Braga

O Município de Braga assinou hoje um memorando de entendimento para a criação do ‘Erasmus-Café’, projeto que visa reunir estudantes num ambiente de clube e numa rede digital de centros Erasmus, tanto dentro como fora da União Europeia.

A cerimónia de assinatura ocorreu no gnration e contou com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, António Cunha, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), e Daniel Gottschald, CEO do TUM Campus Heilbronn, entidade alemã que apoia as operações académicas da Universidade Técnica de Munique.

Este acordo reflete um compromisso conjunto de dinamizar culturalmente a cidade de Braga, promover o intercâmbio académico e incentivar o espírito empreendedor entre os estudantes com uma forte abordagem na internacionalização.

Ricardo Rio sublinhou a importância desta plataforma para Braga, que “vai potenciar ainda mais a dinamização cultural, o intercâmbio académico e o espírito empreendedor, com uma dimensão de internacionalização muito forte, seja para quem está deslocado no nosso território, seja também para abrir oportunidades de novas parcerias a nível internacional”.

O ‘Erasmus-Café’ será um espaço dedicado ao encontro e interação de estudantes, promovendo atividades culturais, académicas e de networking, fortalecendo os laços entre Braga e a comunidade internacional. A rede digital associada permitirá que os centros Erasmus partilhem conhecimentos e recursos, ampliando as oportunidades de colaboração e inovação.

“Este é mais um momento marcante para Braga, consolidando a cidade como um hub de conhecimento e intercâmbio cultural a nível global”, referiu Ricardo Rio, destacando o contributo da CCDR-N que “tem sido um parceiro incansável no desenvolvimento regional e no fortalecimento das nossas iniciativas culturais e académicas e muito contribuiu para que este projeto fosse instalado em Braga”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES