Terça-feira, Julho 23, 2024
32.8 C
Braga
BragaQuadrilátero Urbano volta a celebrar parceria para o Festival Square e Vaudeville...

Quadrilátero Urbano volta a celebrar parceria para o Festival Square e Vaudeville Rendez-Vous

Braga, Barcelos, Guimarães e Famalicão.

© CM Braga

Decorreu na sexta-feira o protocolo de parceria para a realização do Square, celebrado pelos municípios do Quadrilátero Urbano e com as presenças dos presidentes de Câmara de Braga, Ricardo Rio, de Barcelos, Mário Constantino, do vereador da Cultura e Turismo de Guimarães, Paulo Lopes Silva, e do vereador da Cultura de Vila Nova de Famalicão, Pedro Oliveira.

O Square – Mapping the Atlantic é um projeto que integra o programa da Braga 25 – Capital Portuguesa da Cultura, com coordenação da editora e promotora Lovers & Lollypops e que vai decorrer entre os dias 29 de janeiro e 1 de fevereiro de 2025 nas cidades do Quadrilátero Urbano. Tendo como eixo a conexão entre os continentes banhados pelo Atlântico (África, América e Europa), o Square pretende “celebrar a diversidade ao criar um espaço de encontro para talento emergente e novas tendências da música oriunda desses territórios”.

Será um festival para conectar bandas, profissionais e público através de um modelo de programação que agregará uma convenção, um ciclo de showcases e propostas de clubbing, ligando quem faz a quem vê, quem cria a quem programa, quem pensa a quem implementa.

O momento foi também aproveitado para a formalização do acordo de parceria do Quadrilátero Urbano para a realização do Festival Internacional de Artes Performativas Vaudeville Rendez-Vous 2025-2026, que teve um reforço de verba de cada um dos quatro municípios de 5 mil euros – passando agora para os 45 mil euros cada.

“Se houve área que nos últimos anos marcou de forma bem-sucedida a relação de colaboração existente entre os quatro municípios do Quadrilátero Urbano foi claramente a área cultural. Foram muitas as iniciativas que desenvolvemos para promover a disseminação de espetáculos neste território para aproximar a população da cultura, para promover a colaboração entre os nossos principais equipamentos culturais e para desenvolver iniciativas de cariz cultural partilhadas entre os vários Concelhos, como estamos hoje aqui a concretizar”, referiu Ricardo Rio.

Para o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Mário Constantino, é através da cultura que estamos a unir estes territórios. “Já aconteceu com o Festival Vaudeville Rendez-Vous, aproximando as populações, e vai acontecer novamente com o Square”, disse.

Também Paulo Lopes Silva salientou que a soma destes quatro territórios detém a maior produção cultural de todo o país, projetando a região a nível nacional e internacional. “Aqui não há competição, há oportunidades que abrem portas”, salientou.

Por seu lado, Pedro Oliveira, de Vila Nova de Famalicão, destacou que com estes protocolos “os municípios estão a assumir um compromisso para com os territórios, para com os públicos e para com os seus agentes culturais”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES