Quinta-feira, Junho 20, 2024
18.9 C
Braga
BragaCarla Sepúlveda no Brasil para reforçar compromisso de Braga como Cidade Educadora

Carla Sepúlveda no Brasil para reforçar compromisso de Braga como Cidade Educadora

Município de Braga marcou presença no XVII Congresso Internacional das Cidades Educadoras que decorreu na cidade de Curitiba.

© CM Braga

O Município de Braga marcou presença no XVII Congresso Internacional das Cidades Educadoras, que decorreu de 21 a 24 de maio, na cidade de Curitiba, no Estado do Paraná, no Brasil.

Neste congresso estiveram presentes 134 cidades de 12 países de quatro continentes, e juntou mais de mil participantes sob o tema “Sustentabilidade, Inovação e Inclusão na Cidade Educadora: transformando o presente”.

Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, levou a palco dois projetos que se evidenciaram como boas práticas a replicar noutras cidades e países, tendo recebido “interesse para potenciais implementações em outras geografias”.

“Levar o que de melhor se faz em Braga a um Congresso Internacional das Cidades Educadoras é sempre uma honra e uma oportunidade para mostrar o trabalho do Município e o que de mais diferenciador se faz. A partilha de boas práticas entre todos, nacionais e internacionais, enriquece fortemente a estratégia do Município ao mesmo tempo que promove a inovação em áreas centrais da Educação como um todo”, referiu Carla Sepúlveda, manifestando “orgulho por Braga ser mencionada como uma Autarquia de boas práticas, servindo de exemplo e inspiração a outros em contexto nacional e internacional, em diversas áreas da governação”.

Da Assembleia Geral das Cidades Educadoras, integrada no Congresso Internacional, saiu a decisão, que “permite a integração da Língua Portuguesa como língua oficial desta, provando a forte adesão e presença de Portugal e a sua importância nesta rede”.

“Braga integra a Rede de Cidades Educadoras desde 2002 com uma dinâmica muito assente na participação voltada para a cidadania, inovação, integração, inclusão e aprendizagem ao longo da vida”, acrescenta.

“Neste âmbito integra os diversos grupos de trabalho da Rede Nacional de Cidades Educadoras, com participação ativa nos vários programas desenvolvidos por esta rede de âmbito nacional e internacional. Exemplo disso são o grupo de trabalho dedicado ao Projeto Educativo Local, às Cidades Inclusivas, à Educação ao Longo da Vida e Brincar na Cidade Educadora”, reforça ainda.

A Rede Internacional das Cidades Educadoras abrange 500 cidades, 34 países e cinco continentes.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES