Sexta-feira, Setembro 17, 2021
16.6 C
Braga
InícioBragaBraga: Estação Arqueológica de Santa Marta das Cortiças será alvo de projeto...

Braga: Estação Arqueológica de Santa Marta das Cortiças será alvo de projeto de valorização e musealização

© CM Braga

Decorreu esta quinta-feira a assinatura do protocolo de valorização, musealização e adequação à visita da Estação Arqueológica de Santa Marta das Cortiças, em Braga.

O reconhecimento do valor histórico, cultural e científico da estação arqueológica de Santa Marta das Cortiças, a par da perceção do seu elevado potencial de valorização, motivou o Município de Braga, em parceria com a Junta de Freguesia de Esporões e o Conselho Económico da Paróquia de Esporões, a promover um projeto de estudo, conservação, valorização e divulgação da Estação Arqueológica de Santa Marta das Cortiças.

Irá concretizar-se, deste modo, a garantia da conservação, o acesso público e a criação de condições para a integração no Roteiro Arqueológico de Braga. A intervenção projetada visa igualmente manter e melhorar as estruturas de apoio ao Santuário, prevendo a compatibilidade deste uso com o de Centro de Interpretação e receção.

Neste contexto, o protocolo hoje assinado fixa as bases para o desenvolvimento de um projeto que incluirá duas fases principais. A primeira será desenvolvida ao longo deste ano e contemplará a remoção da manta vegetal e inertes que, atualmente, cobrem, para sua proteção, as ruínas arqueológicas; a consolidação e busca de soluções para a sua efetiva conservação “ao ar livre”; e a execução dos respetivos circuitos de visita, arranjo paisagístico da sua área envolvente e o estudo arquitectónico para a criação de um centro de interpretação.

© CM Braga

A segunda fase, a desenvolver a partir do final de 2021 e ao longo de 2022, diz respeito à execução do Centro de Interpretação e recepção, onde ficará instalada uma pequena exposição monográfica e disponibilizados conteúdos multimédia em auditório virtual. Aí se encontrarão também os equipamentos básicos de apoio (sanitários, comunicações, bar, loja, primeiros socorros).

Esta fase inclui a produção de conteúdos informativos, em várias línguas, a disponibilizar em diversos suportes, como sejam monografia, folhetos e DVD’s, leitores de paisagem e placas informativas.

Esta ampla área patrimonial musealizada e aberta ao público constituirá um equipamento de grande valor histórico e cultural, verdadeiramente emblemático das origens e evolução da ocupação humana no território de Braga, reforçando a sua singularidade cultural, competitividade, e atratividade turística. Com esta intervenção, a Autarquia também pretende qualificar o uso religioso e comunitário deste santuário, repondo a sua importância local e regional no quadro das práticas de romagem.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS