Quarta-feira, Novembro 30, 2022
9.5 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoBrufe em Famalicão vai ter Escola de futuro

Brufe em Famalicão vai ter Escola de futuro

© CM Famalicão

Brufe vai acolher uma das primeiras escolas energicamente autossustentável do concelho de Vila Nova de Famalicão. As duas escolas básicas da freguesia – Escola Básica de Carvalho e Escola Básica de Lagarinhos – vão ser agregadas numa infraestrutura comum, moderna e inspirada num conceito de sustentabilidade e eficiência energética que integrará uma nova geração de escolas no território famalicense.

O projeto da nova escola já está a ser preparado e o concurso público será lançado no decurso do próximo ano civil, fazendo parte do orçamento de 2023 da Câmara Municipal, que será aprovado brevemente.

“Estamos a criar uma nova geração de edifícios escolares no concelho marcados pela autossuficiência energética e a Escola de Brufe já será projetada neste enquadramento”, destaca o presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, recordando que a Câmara está a preparar “um plano de intervenção para tornar as escolas de Famalicão energeticamente eficientes”.

A  novidade foi transmitida pelo autarca à população da freguesia durante o encontro com representantes das forças vivas locais, na passada terça-feira, na sede da Junta de Freguesia, no âmbito do roteiro Presidência de Proximidade que levou Mário Passos a calcorrear a freguesia juntamente com o executivo da Junta, liderado por Carlos Gomes.

Durante esta visita também foram discutidas outras obras projetadas para o território, bem como acolhidos anseios da população, entre os quais se destaca a criação de uma ligação do centro da freguesia à Via Ciclopedonal de Famalicão-Póvoa – tendo o edil referido que é possível e que será analisado -, bem como a falta de infraestruturas de apoio ao longo deste troço e a necessidade de colocação de sinalização nas interseções com estradas, especialmente as nacionais, e de melhoria da limpeza e recolha de lixo na via ciclopedonal. Sobre estes assuntos, Mário Passos referiu que já estão em curso diligências no sentido de criar pontos de apoio ao longo do percurso, bem como a instalação de sinalética e semáforos em locais estratégicos, estando, neste caso, dependentes do parecer da Infraestruturas de Portugal (IP).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS