Quinta-feira, Maio 30, 2024
32.3 C
Braga
RegiãoVila Nova de FamalicãoMuseu da Guerra Colonial de Famalicão faz 25 anos

Museu da Guerra Colonial de Famalicão faz 25 anos

Mário Passos marcou presença nas comemorações.

© CM Famalicão

No Museu da Guerra Colonial de Famalicão guardam-se histórias, testemunhos e memórias de um pedaço de “história por contar”.

Inaugurado a 23 de abril de 1999, o museu retrata o itinerário do combatente português nas três frentes da Guerra Colonial, na qual Portugal se envolveu entre 1961 e 1974. Mais do que um espaço museológico, é um local que pretende transmitir ao visitante um real conhecimento sobre este período da História de Portugal, contado por quem a viveu e sentiu na primeira pessoa.

“É um espaço que nos aviva a memória e que serve para refletir sobre a guerra, tão presente nos nossos dias. Estamos perante um testemunho muito real da nossa história, pelo espólio que aqui é guardado, doado pelos ex-combatentes, pelas suas famílias, e um património coletivo que é importante preservar, porque é do passado e da aprendizagem que construímos os alicerces do futuro”, referiu Mário Passos, presidente da Câmara de Famalicão.

A celebração aconteceu esta terça-feira com a inauguração da exposição temporária sobre a arte na Guerra Colonial.

O Museu da Guerra Colonial resulta de uma parceria entre a Associação Dos Deficientes das Forças Armadas e da sua delegação de Famalicão, o Município de Famalicão e a ALFACOOP (Externato Infante D. Henrique de Ruilhe). Em 2012 foi transferido para as suas atuais instalações, no Lago Discount, na freguesia de Ribeirão. A gestão do Museu é da responsabilidade da “Associação do Museu da Guerra Colonial” e integra a Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES