Universidade do Minho realiza Semana da Criminologia
Sexta-feira , Dezembro 4 2020 Periodicidade Diária nº 2655
Principal / Atualidade / Universidade do Minho realiza Semana da Criminologia

Universidade do Minho realiza Semana da Criminologia

Universidade do Minho

A II Semana da Criminologia da Universidade do Minho vai decorrer de 9 a 13 de novembro, em facebook.com/aecrimum, com 13 palestras de oradores convidados e um workshop.

A iniciativa assinala quatro anos da licenciatura em Criminologia e Justiça Criminal da UMinho, uma dos mais procuradas do pais.

A sessão de abertura conta na segunda-feira, às 13h45, com o diretor da licenciatura e professor da Escola de Direito da UMinho, Fernando Conde Monteiro, e a presidente da associação de estudantes daquele curso e da organização do evento, Diana Morim. Segue-se a apresentação de projetos da Associação Portuguesa de Criminologia e, também, da Associação Aproximar, sobre reinserção social e voluntariado na prisão. Às 16h00 é a vez de a criminóloga Maria Maciel refletir sobre o papel da sua profissão na sociedade atual.

Na terça-feira, a partir das 14h00, vai falar-se de criminologia e violência de género na Guiné-Bissau, das campanhas de prevenção da Associação Plano i e do combate ao abuso sexual pelo movimento Não É Normal. Para quarta-feira, dia 11, às 15h00, há um workshop de análise comportamental, por Rui Mergulhão Mendes, da Emotional Business Academy.

O programa de quinta-feira abre com a evolução do cibercrime em Portugal, por Nelson Amador, do Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna, seguindo-se uma apresentação da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) e, ainda, da situação do femicídio em Portugal, pelo Observatório de Mulheres Assassinadas. Na sexta-feira, também às 14h00, as saídas profissionais vão ser abordadas por Luísa Barcelos, técnica do Governo Regional dos Açores, Carla Ferreira, gestora técnica da Rede Care da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, Vítor Silva, da Direção-Geral dos Serviços Prisionais, e da investigadora Laura Meira.