Segunda-feira, Setembro 20, 2021
19.4 C
Braga
InícioBragaPS de Gualtar acusa Câmara de Braga de "não retirar depósito de...

PS de Gualtar acusa Câmara de Braga de “não retirar depósito de terra ilegal em loteamento”

© João Vieira

João Vieira, candidato do PS e atual presidente da Junta de Gualtar, em Braga, reuniu com os moradores da Rua Vale D´Este onde afirmou que João Rodrigues, vereador dos espaços públicos, “comprometeu-se à retirada de um depósito de terra ilegal no loteamento até dia 15 de junho”, mas que “tal não aconteceu”.

João Vieira lamentou que os moradores “não possam desfrutar de um espaço público existente, ocupado há demasiado tempo por um enorme  monte terra”.

“Estamos em agosto e os moradores queixam-se que a situação piorou porque a poeira entra-lhes pelas janelas. A Junta de Freguesia quer tratar o espaço e não o pode fazer. O vereador não cumpriu e já ninguém compreende as justificações apresentadas. Quem tinha a obrigação de a resolver, simplesmente parece ter-se esquecido do assunto. Temos um espaço público ao abandono que nunca pudemos usar, apesar de estarmos a residir aqui há alguns anos”, contou o candidato do PS.

João Vieira sublinhou que um dos moradores deu a ideia de um espaço de lazer no local. “Neste espaço, em vez de um monte de terra e silvas, já deveria ter sido colocado um parque infantil para as crianças. Queremos colocar árvores e mesas porque este espaço carece de um espaço de lazer e convívio”, rematou. O atual presidente de Gualtar disse que “a Câmara de Braga tem de ter respeito pelos residentes dos loteamentos em crescimento” e que estes “precisam de espaços verdes e zonas para as crianças”, lamentando “a falta de resposta” para a resolução de outras questões na freguesia.

A Braga TV contactou o vereador dos espaços públicos que desmentiu as afirmações de João Vieira, lamentando que o atual presidente da Junta de Gualtar “só se lembrou desta situação perto das eleições.”

“Acho curioso que o presidente da Junta de Gualtar só se preocupou em resolver estas situações muito perto das eleições, quando se apercebeu que a própria Câmara Municipal de Braga iria resolver a retirada das terras. Durante os quatro anos do seu mandato, enquanto presidente da Junta de Gualtar, só agora veio demonstrar a sua preocupação com os habitantes, pois a Câmara Municipal, em articulação com os moradores, está a resolver o problema”, contou João Rodrigues.

O vereador frisou que “se trata de descargas ilegais com vários anos” e que a Câmara Municipal de Braga “nunca recebeu participações do atual presidente de Gualtar, nem do seu anterior Executivo da Junta de Freguesia”.

“Há mais ou menos dois ou três meses atrás fomos ao local para perceber o que é que se poderia fazer e se de facto a Câmara Municipal poderia resolver a situação. Numa primeira fase, foi efetuada a retirada dos atritos de obras e numa segunda fase, onde todos os moradores foram informados, será retirada a terra, assim que for possível. Como a Câmara não tem meios próprios para retirar a terra, temos que recorrer à contratação externa, o que demora porque temos de cumprir vários prazos e só por isso, é que as terras ainda não foram retiradas”, esclareceu João Rodrigues.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS