Sexta-feira, Junho 21, 2024
13.4 C
Braga
BragaMuseu D. Diogo de Sousa acolhe duas conferências integradas na Braga Romana

Museu D. Diogo de Sousa acolhe duas conferências integradas na Braga Romana

Este fim de semana. A entrada é livre.

© CM Braga

“Tempus Fugit”, o tempo voa e o ciclo de conferências da Braga Romana – Reviver Bracara Augusta entra na sua reta final com duas conferências, este fim de semana, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa.

Amanhã, sábado, pelas 10:00, o professor e investigador Rui Morais (FLUP/CECH) aborda a temática “Bracara Augusta: uma cidade de imagens”. As imagens são uma forma de linguagem, representam um sistema de “signos convencionais” que têm de ser lidos e interpretados pelo observador moderno de modo a tentar descortinar a “linguagem romana” e o seu significado. Nesta sessão iremos acompanhar as expressões artísticas de Bracara Augusta principiando por uma breve alusão à sua fundação em época do Imperador César Augusto, até ao momento em que esta se tornou capital provincial e, mais tarde, lugar central do reino dos Suevos.

No domingo, 26 de maio, pelas 10:00, irá decorrer a conferência “Bracara Augusta: Cidade e Território”, com a professora Helena Carvalho (UMinho/Lab2PT/IN2Past).

Esta conferência pretende abordar os processos relacio­nados com a transformação do território em que se implantou a cidade romana de Bracara Augusta, tendo em vista estabelecer uma articulação entre o âmbito urbano e a nova paisagem rural que emerge da integração desta região no Imperio romano.

Com entrada livre em todas as sessões, o acesso faz-se por ordem de chegada e é limitado ao espaço.

O Ciclo de Conferências “Tempus Fugit” iniciou a 4 de maio e tem como objectivo propor um conhecimento mais aprofundado dos costumes, das influências, da cultura, das dinâmicas e do território vivido através de uma imersão na opulenta e eterna cidade.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES