Sexta-feira, Junho 21, 2024
13.4 C
Braga
AtualidadePolíticaElza Pais defende novo programa de vigilância para mulheres em situações de...

Elza Pais defende novo programa de vigilância para mulheres em situações de alto risco

© Elza Pais

Elza Pais esteve este sábado em Aveiro e Guimarães para apresentar a sua candidatura a presidente Nacional das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos (MS-ID).

Nas suas intervenções, a recandidata defendeu a implementação de uma proposta para o futuro mandato. “Há 25% de jovens que aceitam que uma bofetada do namorado ou da namorada é um sinal de amor. Isto é abrir a porta a possíveis relacionamentos marcados pela violência. Por isso queremos uma educação cívica para a não violência no namoro! Queremos que haja também um programa da monitorização das situações de alto risco em que se encontram muitas vítimas de violência doméstica, que acabam tantas vezes em homicídios”, disse.

Elza Pais garantiu ainda a continuação do esforço de criação de estruturas concelhias das mulheres socialistas. “Recandidatamo-nos porque não podíamos virar costas ao país num momento tão difícil e porque queremos que estas estruturas políticas de mulheres sejam consolidadas. Há quem diga que precisam de ser renovadas. Foram criadas em 2020, precisam é de consolidação”, afirmou a candidata, em Guimarães.

Horas antes, em Aveiro, Rosa Albernaz, figura histórica do Partido Socialista, que preside à Comissão de Honra da candidatura nesse distrito, afirmou que Elza Pais “está à altura do legado das fundadoras do PS” e destacou a forma como a recandidata deu “continuidade ao projeto, com uma qualidade de trabalho que não pode ser ignorada”.

As políticas promovidas por Elza Pais foram dos principais argumentos para os apoios declarados à recandidata. “Sem o trabalho de Elza Pais, não teríamos chegado aqui, a este patamar de participação das mulheres na vida política”, afirmou Zara Pontes, diretora de Campanha no distrito de Braga, coordenadora concelhia ms-id de Guimarães.

Por seu turno, Liliana Pereira, mandatária da Candidatura de Elza Pais para o Distrito de Braga, identificou Elza Pais como a “referência para homens e mulheres que trabalham pela igualdade”.

Vítor Hugo Salgado, também mandatário e presidente da Câmara de Vizela, classificou o trabalho de Elza Pais como umas das “lideranças fortes” necessárias “para ganhar o país”. “Temos de apostar em Elza Pais para os desafios que estamos a enfrentar”, reforçou.

Susana Correia, deputada à Assembleia da República e mandatária no distrito de Aveiro, deu nota “dos extraordinários avanços alcançados por Elza Pais ao longo dos seus mandatos, quer como dirigente da Administração Pública, quer como Governante ou como deputada”.

Hugo Oliveira, mandatário da candidatura e deputado, saudou o projeto da presidente das Mulheres Socialistas, dando nota da “importância de aprofundar a luta pela igualdade numa altura em que os populismos batem à porta, procurando entrar, trazendo consigo toda uma agenda de retrocesso civilizacional”.

A eleição decorre do processo interno eleitoral em curso no Partido Socialista. A presidente Nacional das MS-ID e a Comissão Política Nacional MS-ID vão a votos no mesmo dia da votação para as diretas a secretário-geral e delegados ao XXIV Congresso Nacional, nos dias 15 e 16 de dezembro.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES