Braga já tem Casa da Ciência
Terça-feira , Novembro 24 2020 Periodicidade Diária nº 2645
Principal / Braga / Braga já tem Casa da Ciência

Braga já tem Casa da Ciência

Braga já dispõe de uma Casa da Ciência onde todos os interessados podem adquirir conhecimento relativamente ao Universo e ao Planeta.

O projeto, um dos vencedores do Orçamento Participativo 2016, localiza-se em Gualtar e consistiu na remodelação de um espaço para a execução de um planetário fixo, um cybercafé, uma sala de experimentação científica, um espaço de exposições e um auditório.

O espaço é gerido pela ORION – Sociedade Científica de Astronomia do Minho, que se dedica à divulgação e promoção da ciência em Braga.

Durante a sessão de inauguração, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, sublinhou que este é um projeto em que se ‘sente claramente’ um traço distintivo pelo seu ‘caráter inovador e impacto territorial’, bem como pela forma como mobiliza diversos setores da comunidade. “A Casa da Ciência tem o mérito incontornável de não ser um projeto da freguesia de Gualtar ou da ORION, mas de Braga e de toda a região. Será uma ferramenta poderosíssima ao serviço da educação para a ciência e do conhecimento da comunidade educativa”, afirmou.

Como referiu o edil, o Município pretende estabelecer uma parceria estruturada com a ORION no sentido de, ao longo dos próximos anos e através de apoios financeiros e logísticos, levar o maior número de crianças possível ao espaço. “Estão aqui reunidos recursos notáveis que permitirão realizar um trabalho de valia inestimável com as nossas crianças e jovens. Queremos potenciar esses mesmos recursos e, ao mesmo tempo, premiar o esforço aqui desenvolvido”, disse.

O autarca salientou ainda que Braga, Cidade da ciência e conhecimento, tem apostado continuamente em sensibilizar os mais jovens para as questões científicas. “Há múltiplas iniciativas e parceiras que temos desenvolvido com esse objetivo e um projeto-âncora que tem mobilizado diversos interlocutores: a criação de um Centro de Ciência em Braga que aglutine todas as instituições com quem trabalhamos nesta área. Estamos a concertar esforços e identificar oportunidades para que esse equipamento, que se deseja que tenha uma dimensão considerável e abrangência elevada, seja uma realidade no nosso concelho”, afirmou.

Já Eduardo Jorge Madureira, coordenador do OP da Câmara Municipal de Braga, referiu que este foi um projeto que teve o mérito de conseguir aliar à sua valia intrínseca uma excelente capacidade de mobilização.” Só por causa deste projeto teria valido a pena a introdução deste instrumento de participação cívica. É um equipamento de valia inquestionável para a comunidade”, adiantou.