Sexta-feira, Abril 12, 2024
17.6 C
Braga
RegiãoAmaresAssembleia Municipal Jovem de Amares quer promover cidadania ativa

Assembleia Municipal Jovem de Amares quer promover cidadania ativa

© CM Amares

Foi empossada, na terça-feira, a Assembleia Jovem Municipal de Amares, integrada nas comemorações do 50.º aniversário do 25 de Abril.

“Promover a participação cívica ativa, assente num diálogo estruturado entre jovens e poder local, contribuindo para uma efetiva participação dos mais novos na vida e problemas da comunidade” são alguns dos objetivos centrais deste órgão.

No total são 24 os jovens do Agrupamento de Escolas de Amares dos vários níveis de escolaridade que passam a ser os representantes dos alunos do respetivo agrupamento junto das instituições autárquicas, partilhando as suas preocupações e anseios.

Numa mensagem dirigida ao grupo de jovens, o presidente a Assembleia Municipal de Amares, João Januário, sublinhou que “o vosso primeiro pensamento tem que ser o bem comum. É conciliar as vossas vontades individuais com as daqueles que representam. Como devem imaginar vocês estão a representar todos os vossos colegas porque não podem estar aqui todos. Muitas vezes é difícil, mas a capacidade de conseguirmos nos colocar no papel do outro é que torna um membro de uma assembleia um bom representa”. “A democracia só prospera quando todos participamos”, rematou.

Reportando-se à importância da tomada de posse deste órgão, o presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, considerou que “a instalação de uma Assembleia Jovem Municipal de Amares tem um significado especial porque representa a continuidade e dos ideais de liberdade e democracia conquistados em Abril de 74. Este é um espaço onde os jovens podem expressar a sua voz, expressar as suas opiniões e contribuir para a construção de uma sociedade mais justa e participativa”.

O autarca lembrou a Assembleia Jovem Municipal de Amares que “a conquista desses ideais pressupõe haver direitos e deveres” e espera que venham com ideias e sugestões.

Flora Monteiro, diretora do Agrupamento de Escolas de Amares, recordou os representantes que “em nome de um conjunto de pedidos e de reivindicações em nome da liberdade, em nome da liberdade de expressão, e pela capacidade de nós termos hoje em dia estes direitos de reivindicar uma vida melhor para todos e isso é excecional”. “É muito importante que vocês vão crescendo e se formando com essa capacidade de refletir criticamente sobre a vossa vida, sobre a sociedade e tentar torná-la melhor. Isto é excecional”, frisou.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES