Quarta-feira, Maio 29, 2024
16.6 C
Braga
RegiãoVila VerdeAlunos de Vila Verde dão sugestões para reforçar qualidade de vida no...

Alunos de Vila Verde dão sugestões para reforçar qualidade de vida no concelho

Assembleia Municipal Jovem mobilizou alunos de todo o concelho.

© CM Vila Verde

Alunos em representação dos diferentes níveis de ensino e de escolas do concelho de Vila Verde participaram hoje na Assembleia Municipal Jovem, onde tiveram a oportunidade de confrontar o executivo camarário com problemas e sugestões de variadas temáticas que preocupam as novas gerações.

A presidente da Câmara, Júlia Rodrigues Fernandes, dirigiu a sessão, enaltecendo a intervenção cívica e o trabalho dos alunos, num “exercício de democracia e liberdade que representa uma mais-valia única para o desenvolvimento e a construção de melhor qualidade de vida para todas as pessoas”.

Integrada no programa comemorativo dos 50 anos da Revolução do 25 de Abril, a iniciativa ficou ainda marcada pela distinção dos vencedores do concurso de “Poemas de Abril” e pela apresentação do livro gigante “Herdeiros de Abril”.

“São realizações de grande qualidade e com enorme valor artístico, que vão ficar na memória. Reforçam a consciência social, sobretudo das novas gerações, para a importância inestimável da democracia e da liberdade”, sustentou Júlia Rodrigues Fernandes.

A sessão abriu com a interpretação da canção ‘Grândola, Vila Morena’, de Zeca Afonso, por uma aluna da Academia de Música de Vila Verde. Seguiu-se declamação dos trabalhos vencedores do concurso ‘Poemas de Abril’. Tomé Dias e Maria Clara Delgado, do 3.º ano da EB n.º 2 de Vila Verde, com o poema “No tempo pequenino dos meus avós”, venceu o primeiro prémio. O segundo lugar foi para Diogo Araújo, da Escola Secundária, com “Dar Asas à Liberdade”. O poema “Flores de Liberdade”, do 4.º ano da Escola Básica Monsenhor Elísio Araújo, venceu o 3.º prémio.

O livro gigante ‘Herdeiros de Abril’ – com folhas de um metro por 70 centímetros – teve a participação de todos os agrupamentos de escolas do concelho, da Secundária, da Escola Profissional Amar Terra Verde, da Associação ‘O Mundo Somos Nós’, da Casa do Povo de Prado, do Colégio D. João de Aboim e da Academia de Música de Vila Verde.

Propostas e sugestões dos jovens

Na sessão plenária da Assembleia Municipal Jovem, os representantes dos alunos do concelho expuseram diversas temáticas, desde os direitos das crianças a questões ambientais, incluindo propostas e sugestões para reforçar a qualidade de vida das comunidades locais.

A presidente da Câmara, ladeada por todos os vereadores eleitos da autarquia, agradeceu o excelente contributo das crianças e jovens para “esta caminhada que importa consolidar, a favor do desenvolvimento sustentável e no interesse do concelho e da sua população”.

As propostas das crianças do 4.º ano, da EB n.º 1 de Prado, abriram as intervenções, defendendo o ‘Direito ao Brincar’, juntamente com demais direitos das crianças à família, à habitação, à educação e a serem protegidas e bem tratadas.

Pelo 2.º ciclo, uma representação do 5.º B, do Agrupamento de Moure e Ribeira do Neiva, evidenciou os potenciais benefícios da recolha e transformação dos biorresíduos, área em que o Município acaba de lançar um novo projeto, destacando a importância da prevenção do desperdício alimentar.

Focos de poluição detetados no rio Cávado mereceram a atenção da turma de PIEF do Agrupamento de Prado, que sugeriu uma “união de forças com a autarquia para uma campanha de sensibilização à população local”.

Do 3.º ciclo, a turma do 9.º C da EB de Vila Verde centrou-se na criação e manutenção de espaços que favoreçam a participação e o envolvimento dos jovens nas dinâmicas comunitárias. Na mesma senda, os “Conselheiros da Cidadania”, como se apresentaram os alunos do 11.º J da Secundária, apresentaram diferentes propostas para incentivar a atividade das novas gerações, como um drive-In cinematográfico de verão, circulação de trotinetes, apoios a start-ups e promoção dos três R’s.

Júlia Rodrigues Fernandes sublinhou que “a oportunidade de reflexão orientada pelas novas gerações, assim como as suas propostas e sugestões, consubstancia o sucesso da iniciativa e sustenta a aposta do Município em promover a participação cívica e política dos jovens”.

Num concelho reconhecido formalmente como “Amigo das Crianças” e da Juventude, a par de diversas distinções na defesa e promoção dos mais novos, a autarca apontou “a forte programação municipal de eventos que colocam os mais novos como protagonistas”. “Uma estratégia com ganhos cada vez mais evidentes para as nossas populações e para o concelho”, frisou a presidente da Câmara.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES