Segunda-feira, Junho 17, 2024
17.8 C
Braga
ReportagemBraga: Ex-alunos do Colégio de São Caetano unem-se para dar continuidade ao...

Braga: Ex-alunos do Colégio de São Caetano unem-se para dar continuidade ao sonho da música

A Orquestra Filarmónica Bemóis de São Caetano anima festas e romarias.

© Angélica Antunes

Os antigos alunos do colégio de São Caetano de Braga reativaram a Orquestra Filarmónica Bemóis de São Caetano para animar festas e romarias.

A banda está sediada na União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade e conta com um repertório de 60 músicas populares e contemporâneas. A orquestra está disponível para ser contratada para dar continuidade ao sonho musical.

Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, referiu que muitos bracarenses não conhecem a orquestra e apelou para que esta possa animar as festas do concelho de Braga. “Estamos aqui, nos Órfãos de São Caetano, onde por volta de 1863 foi criada a banda Bemóis. Essa banda formou há oito anos uma associação de antigos alunos e é por isso que estamos a promover esta banda dos antigos alunos dos Órfãos de São Caetano que a maior parte dos bracarenses desconhece a sua existência e que pode perfeitamente abrilhantar muitas das festas populares que nós temos no nosso concelho. É nossa apanágio promover o nosso movimento associativo, pois a banda está sediada na nossa União de Freguesias e é o nosso propósito tudo fazer para os promover”, disse o autarca.

Por seu turno, Luís Sousa, diretor e fundador da Orquestra Filarmónica Bemóis São Caetano, explicou que emigrou para o Mónaco e tinha o sonho de regressar a Portugal e formar esta orquestra.

© Angélica Antunes

“Estive cá e aprendi a música no colégio. Como emigrei muito tempo para o Mónaco, pensei sempre que quando viesse para Portugal, tornava a formar a banda. Juntei seis amigos e antigos alunos, e atualmente já estamos com 16 elementos. Uma parte de antigos alunos do colégio integra também a Banda de Cabreiros”, contou.

© Angélica Antunes

José Rodrigues, membro da Direção da Orquestra Filarmónica Bemóis de São Caetano, realçou a importância que o antigo mestre da banda da Oficina de São José, João Brás, teve nesta banda, uma vez que deu o seu apoio aos antigos alunos para dar continuidade a este projeto.

© Angélica Antunes

“O repertório é diverso desde músicas contemporâneas, como por exemplo ‘A vida de Marinheiro’ que é muito conhecida. Para além disso, tocamos mais músicas adequadas a romarias e festas populares. Temos que lembrar que houve uma pessoa que nos ajudou imenso que foi o antigo mestre João Brás, mais conhecido pelo ‘Bigodes’ e que também é fadista”, salientou.

José Rodrigues referiu que a orquestra já deu espetáculos em locais conhecidos do público, tais como na Avenida Central, no Hospital de Braga, no Forum Braga, no Braga Parque, no Nova Arcada, nas Festas de São Gregório em Maximinos e na Estação de São Bento, no Porto, a promover as Festas de São João de Braga.

O membro da orquestra deixou o apelo aos jovens músicos que queiram integrar este projeto musical. “Se houver alunos da Gulbenkian ou de outras escolas de música que queiram participar neste projeto, nós estamos receptivos a recebê-los com todo o gosto”, finalizou.

© Angélica Antunes

A Orquestra Filarmónica Bemóis de São Caetano pode ser contactada através das suas redes sociais ou no seu site oficial em bemoisdesaocaetano.pt ou através do número 911 557 454 / 965 034 465 ou e-mail b[email protected].

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES