Sexta-feira, Dezembro 2, 2022
7.5 C
Braga
InícioDesportoVodafone Rally de Portugal tece impacto económico recorde de 153,7 milhões de...

Vodafone Rally de Portugal tece impacto económico recorde de 153,7 milhões de euros

© Rally de Portugal

A edição deste ano do WRC Vodafone Rally de Portugal, disputada em maio, nas regiões Norte e Centro, gerou um impacto recorde na economia nacional com mais de 153,7 milhões de euros, um aumento de 12,5 milhões face à edição de 2019 (anterior à pandemia).

Este estudo foi realizado pela Universidade do Algarve – CiTUR e aponta uma receita fiscal direta para o Estado superior a 18 milhões de euros, detalhando o impacto de um “evento inigualável” no território nacional.

A despesa direta gerada no rali formada pelos gastos conjuntos de adeptos (residentes e visitantes), equipas e organização, ascendeu a 76 milhões de euros, mais 3,6 % do que em 2019. Deste valor, mais de 78 % (59,9 milhões de euros) foi gerado por adeptos não residentes. Com efeitos na Balança Turística, mais de metade (54,4 %) da despesa direta teve origem em adeptos ou equipas não residentes em Portugal, cujos gastos em território nacional promovem receitas por incoming que, segundo o estudo, asseguram “a realização de exportações no valor absoluto de 39.552.876 euros” (mais de 39,5 milhões de euros).

Cerca de 1 milhão de espetadores assistiu ao vivo à prova do ACP, e entre estes mais de 273 mil oriundos de países como Espanha, França, Reino Unido, Finlândia, Itália, Suécia, Irlanda, Alemanha, Polónia ou Estónia, entre outros. Em média, os turistas estrangeiros que visitaram o rali permaneceram quase três noites em Portugal (2,75 noites), com 86% a mostrarem vontade de regressar ao país no Verão e 63 % no Inverno. Um indicador que, segundo o estudo da Universidade do Algarve, “deve ser tomado como exemplo no âmbito da promoção e animação em turismo em benefício das economias, populações e empresas”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS