Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
8.5 C
Braga
InícioAtualidadeTrês dos optometristas mais influentes do mundo são da Universidade do Minho

Três dos optometristas mais influentes do mundo são da Universidade do Minho

Universidade do Minho

Os optometristas José González-Méijome, Jorge Jorge e António Queirós, da Escola de Ciências da Universidade do Minho, estão entre os 200 mais influentes do mundo na área da optometria. Os portugueses surgem na primeira edição do “Global Optometrist Top 200 Research Ranking”, que acaba de ser publicado na revista Clinical and Experimental Optometry.

José González-Méijome é o nono investigador do planeta com mais artigos científicos na área por ano (9.4, em média), somando 206 em 22 anos de trabalho. A UMinho surge em 21º lugar entre 72 instituições de todo o mundo ao nível do impacto das publicações neste âmbito. Já Portugal afirma-se como sétimo país com mais investigadores na lista, após os EUA (76), Austrália (43), Reino Unido (41), Canadá (16), Espanha (6), Hong Kong (6) e a par da Nova Zelândia (3).

A posição de Portugal deve-se assaz à UMinho, que formou dois terços dos optometristas no país, acolhe alunos e cientistas de todo o mundo, realiza um dos maiores congressos europeus na área (CIOCV), publicou mais de 300 artigos em revistas internacionais do setor, lançou redes como a OBERON (é das mais financiadas de sempre na formação em optometria), tem professores premiados e ex-alunos com cargos ímpares, o seu Centro de Física é considerado Muito Bom por avaliadores externos e o Laboratório de Investigação em Optometria Clínica e Experimental lidera projetos apoiados pela tutela, pela UE e por multinacionais.

O “Global Optometrist Top 200 Research Ranking” foi criado por um professor da Universidade Tecnológica de Queensland (Austrália) e baseia-se num algoritmo que analisa as métricas das publicações científicas dos principais optometristas do globo, a partir do banco de dados Scopus. Permite assim a académicos e cidadãos em geral consultarem sobre os respetivos autores.

A nível geral, o australiano Konrad Pesudovs lidera nas citações (51.193), o canadiano Robert Hess nos artigos (442), o espanhol David Piñero na rapidez a publicar (17 artigos/ano) e a Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA) nos optometristas referenciados (17) e no impacto dos artigos. Os resultados passaram a ser atualizados diariamente em optomrankings.com e confirmam que a atividade formativa e profissional de optometria e ciências da visão tem uma base robusta de investigação a nível mundial.

Teste BTV

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS