Sábado, Abril 13, 2024
18.4 C
Braga
PolíticaLegislativasPAN quer políticas que promovam a soberania alimentar

PAN quer políticas que promovam a soberania alimentar

© PAN

Uma comitiva do PAN visitou, na manhã desta quarta-feira, a feira semanal de Famalicão. No âmbito da campanha das legislativas, Rafael Pinto, cabeça de lista pelo distrito de Braga, e Sandra Pimenta, porta-voz do PAN Famalicão e número dois da lista, foram ouvir os comerciantes e as pessoas que escolhem a feira de Famalicão para comprar os seus alimentos.

O partido mostra-se “apreensivo” em relação às “opções dos executivos do distrito no que diz respeito à disponibilidade de terrenos para produção de alimentos essenciais para a alimentação”, como vegetais e frutas.

“Particularmente, em Famalicão, a tendência de permitir a construção de zonas industriais tem roubado espaço à Reserva Agrícola Nacional e colocado em causa eventuais projetos que possam garantir uma produção local, familiar, descentralizada e que reduza a pegada ambiental dos produtos. Zonas como Outiz, ou recentemente Cabeçudos, são dois dos exemplos daquilo que não pode acontecer quando temos urgentemente de combater as alterações climáticas e garantir um reforço da nossa soberania alimentar, defende o partido”, refere o PAN em comunicado, frisando que “essa questão passa também pelo incentivo dos Municípios ao desenvolvimento da chamada economia verde”, algo que o partido defende como “respostas integradas aos desafios climáticos e combate ao aumento de preços de bens essenciais”.

“Sabemos que a produção local, biológica, de proximidade é o caminho para a sustentabilidade e qualidade de vida das pessoas”, sublinha Rafael Pinto.

O partido apresenta na sua Agenda 24-28 medidas como “o lançamento de incentivos financeiros, fiscais e sociais a quem pretenda instalar-se como agricultor/a biológico/a, discriminando positivamente quem se instalar nos territórios de baixa densidade e reforçar os recursos financeiros para execução plena da Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES