Terça-feira, Julho 23, 2024
39.5 C
Braga
BragaEstudantes europeus querem mais zonas verdes e inclusivas para Braga

Estudantes europeus querem mais zonas verdes e inclusivas para Braga

© gnration

Ao longo de uma semana, mais de 40 estudantes europeus participaram na “Design Think Your City Braga”, uma ação reflexiva e formativa que decorreu no âmbito do Youth 4 Bauhaus, um projeto europeu que tem como mote capacitar os jovens e a comunidade educativa para as mudanças que ocorrem nas cidades onde vivem, envolvendo-os ativa e criticamente nos diferentes modos de uso do espaço público urbano, de forma sustentável, verde e inclusiva. A apresentação do resultado da ação decorreu na passada quinta-feira, no gnration.

Com a colaboração de arquitetos da UMinho e com um programa composto por workshops, caminhadas e oficinas de introdução ao Minecraft, este grupo de estudantes teve como objetivo trabalhar oito áreas definidas ao longo do Rio Este, entre o Parque da Rodovia e a freguesia de Lomar, mapeando e identificando as potencialidades destes espaços.

Entre as diversas propostas criadas para as zonas envolventes do Rio Este está a criação de locais de convívio para a população, voltados para o rio, iluminados e com árvores para garantir espaços sombra; a diminuição dos espaços destinados aos automóveis e respetiva circulação, devolvendo estes locais do espaço público aos habitantes através de criação de zonas verdes e de lazer numa área de elevada densidade populacional; a criação de hortas comunitárias, permitindo à população realizar produções agrícolas próprias; ou o alargamento da ciclovia e de áreas verdes pedonais. A alteração dos solos em parques de estacionamento para pavimentos permeáveis ou o prolongamento do Parque de Lomar são outras das propostas apresentadas. Estas opções foram projetadas em maquetes, criadas pelos estudantes, sendo ainda recriado o percurso do rio Este recorrendo ao popular jogo Minecraft. A metodologia adotada guiou os estudantes a propostas concretas com base na informação recolhida respondendo às necessidades locais. Estas propostas vão também estar disponíveis, de forma mais completa e abrangente, num relatório que será apresentado em novembro.

Todas as atividades foram elaboradas com base nos princípios da iniciativa Novo Bauhaus Europeu (New European Bauhaus), um projeto ambiental, económico e cultural, criado pela Comissão Europeia, que visa combinar a conceção, a sustentabilidade, a disponibilidade, a acessibilidade de preços e o investimento, a fim de ajudar a concretizar o Pacto Ecológico Europeu das pessoas.

Esta foi a última etapa do projeto, depois do desafio já ter passado por zonas urbanas das cidades de Košice, Ghent e Bucareste. O projeto contou com a participação quase uma centena de estudantes e docentes, entre os quais pessoas com mobilidade reduzida, surdos e com perturbações do espectro do autismo. Em conjunto, foram desafiados a pensar e a debater questões concretas do foro urbano, ambiental, político, social e cultural.

Youth 4 Bauhaus é um projeto financiado pelo programa Erasmus+ e alicerçado na New European Bauhaus (NEB), iniciativa lançada pela Comissão Europeia.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES