Quinta-feira, Junho 20, 2024
20.6 C
Braga
BragaEscritor Luís Ferreira está a percorrer o caminho que liga Braga a...

Escritor Luís Ferreira está a percorrer o caminho que liga Braga a Santiago de Compostela

© Luís Ferreira

O escritor Luís Ferreira, conhecido como “o maior autor português de ficção” sobre o Caminho de Santiago, está a percorrer a pé o Caminho da Geira e dos Arrieiros, que liga Braga à capital da Galiza, na distância de 240 quilómetros.

“Há momentos que preenchem a alma para sempre”, afirma Luís Ferreira, referindo-se à “deslumbrante vista sobre a barragem de Vilarinho das Furnas e à magia da Mata de Albergaria”, por onde passou na etapa Campo do Gerês-Lobios, que também inclui “um grande momento histórico: a romana Aquis Originis”.

Luís Ferreira, que escreveu obras como “O Peregrino”, “A Sombra da Verdade”, “Porque Caminhas?” e ”282 – O Último Caminho Será Sempre o Primeiro”, começou a peregrinação pelo Caminho da Geira e dos Arrieiros no domingo, 17 de setembro, em Braga.

No trajeto do primeiro dia, Braga-Caldelas, destaca “pontos de interesse” como a Capela de São Frutuoso de Montélios, “de traço visigótico e que parece ter sido inspirada nos mausoléus bizantinos”, e o mosteiro beneditino de Santo André de Rendufe, que “remonta à época do conde D. Henrique, muito embora se desconheça concretamente a data da sua fundação”.

© Luís Ferreira

“Adorei a saída de Caldelas. Passámos por um casarão antigo, que alimenta muitas histórias na nossa imaginação”, escreve Luís Ferreira sobre a passagem pelo concelho de Amares, destacando que “depois foi desfrutar de um trilho bimilenar, sentir a história em cada passo, rodeado de belas paisagens. Um caminho cheio de miliários, a famosa via romana XVIII”.

No final da etapa Lobios-Castro Laboreiro, esta quarta-feira, dia 20, anotou na sua página na Internet. “Entro numa parte extremamente bonita deste troço, a zona do ribeiro a convidar para um mergulho e a magnífica ponte da Cava Velha, de origem romana, provavelmente construída no século I”, pode ler-se.

O escritor, que nasceu no Barreiro em 1970 e iniciou a sua atividade literária como poeta em 2007, “apaixonou-se” pelo Caminho de Santiago cinco anos mais tarde. Esta é uma das razões de estar a percorrer nos próximos dias o Caminho da Geira e dos Arrieiros.

Este itinerário começa na Sé de Braga e passa pelos municípios de Amares, Terras de Bouro e Melgaço, entrando na Galiza pela Portela Homem.

Nos últimos seis anos foi percorrido por mais de 3.500 peregrinos, sobretudo de Portugal e Espanha, mas também do resto da Europa, da Austrália, Brasil, Japão, México, Azerbeijão, China, Belize ou Aruba.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES