Domingo, Maio 26, 2024
14.6 C
Braga
RegiãoEsposendeÉpoca balnear em Esposende começa no dia 17 de junho

Época balnear em Esposende começa no dia 17 de junho

© CM Esposende

O Município de Esposende, juntamente com a Esposende Ambiente e em cooperação com as entidades competentes, está a preparar a época balnear que, no concelho, se inicia a 17 de junho prolongando-se até 10 de setembro.

Para que sejam garantidas as condições e segurança nas praias, o Município de Esposende voltará a assegurar o reforço da vigilância e salvamento marítimo, através de meios humanos e técnicos em praias não concessionadas.

A autarquia volta a garantir a disponibilização de sanitários junto às praias, assegurando o apoio às Juntas e Uniões de Freguesia da zona litoral para a manutenção e limpeza desses equipamentos, de acordo com deliberação aprovada em reunião do executivo municipal.

Em causa está um investimento global superior a 92.000 euros, a que acrescem ainda custos das ações de reabilitação dos sanitários e dos passadiços existentes, das ações de educação ambiental e da disponibilização de água de chuveiros, entre outros, refere o presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, notando que “sendo Esposende um destino balnear de excelência, importa dotar as nossas praias das melhores condições para acolher os milhares de veraneantes que nos visitam anualmente”.

Benjamim Pereira sublinha que, além das praias de Apúlia, Ofir, Suave Mar e Cepães voltarem a ostentar o galardão Bandeira Azul, na época balnear 2023, as praias de Cepães, Rio de Moinhos, Suave Mar, Ofir, Apúlia e Ramalha têm “Qualidade de Ouro” e as praias de Apúlia e Cepães estão também classificadas como Praias Acessíveis, estando preparadas para receber pessoas com mobilidade condicionada.

“Esposende reúne os requisitos que permitem uma oferta turística e ambiental de qualidade, reforçando a condição de destino balnear de excelência”, afirma o presidente da Câmara Municipal, salientando, ainda, a intervenção a realizar a curto prazo de “Instalação de Infraestruturas inclusivas de Visitação e Fruição do Parque Natural Litoral Norte – Praia de Suave Mar e Praia de Ofir”, num investimento na ordem dos 150.000 euros, a concretizar por via da candidatura apresentada pela empresa municipal Esposende Ambiente, financiada pelo Fundo Ambiental, no âmbito do processo de Cogestão do Parque Natural Litoral Norte (PNLN).

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES