Domingo, Outubro 17, 2021
20 C
Braga
InícioRegiãoCabeceiras de BastoCabeceiras de Basto assinala Dia do Município com entrega de Voto de...

Cabeceiras de Basto assinala Dia do Município com entrega de Voto de Gratidão aos profissionais de saúde

© CM Cabeceiras de Basto

Realizou-se esta manhã, 29 de setembro, no edifício dos Paços do Concelho de Cabeceiras de Basto, a cerimónia evocativa do Dia do Município, celebrada pelo segundo ano consecutivo de forma singela por força da pandemia da Covid-19.

Nesta cerimónia de caráter simbólico estiveram presentes os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves e Joaquim Barreto, respetivamente, vereadores, presidentes de Juntas de Freguesia, o diretor Executivo do ACES do Alto Ave, Novais de Carvalho, bem como representantes das forças políticas com assento na Assembleia Municipal. Marcaram, ainda, presença nesta celebração do Dia do Município o representante do Diretor do ACES em Cabeceiras de Basto, Maia Ramos, bem como a Delegada Coordenadora de Saúde Pública, Fátima Dourado.

Depois do Hastear da Bandeira, realizou-se a Sessão Solene evocativa no Salão Nobre dos Paços do Concelho que teve início com a entrega do Voto de Reconhecimento e Gratidão aos profissionais de saúde e demais trabalhadores do Centro de Saúde de Cabeceiras de Basto (USF ‘O Basto’, USF Arco de Baúlhe/Cavez e UCC Cabeceiras de Basto), bem como a todos os profissionais de saúde pública que intervêm no concelho. Coube aos responsáveis Maia Ramos e Fátima Dourado receber o Voto de Gratidão em nome de todos aqueles profissionais.

Na sua intervenção, Francisco Alves começou por destacar o “extraordinário trabalho, empenho e dedicação de todos os profissionais de saúde e restantes trabalhadores do Centro de Saúde de Cabeceiras de Basto, e das suas unidades, seja em Cabeceiras de Basto, em Cavez ou no Arco de Baúlhe, mas também todos os profissionais de saúde pública que trabalham no nosso território. É público e reconhecido por todos que estes homens e mulheres foram fundamentais na implementação de medidas de prevenção, contenção e resposta em casos de infeção que permitiram controlar a pandemia e tratar todos aqueles que necessitaram dos seus cuidados. Ao profissionalismo aliaram uma dedicação, um empenho e um voluntarismo que foi muito para além do que seria exigido em condições normais”.

Referindo-se ao ato eleitoral do passado fim de semana, Francisco Alves disse que “os cabeceirenses acabaram de escolher as equipas de homens e mulheres que nos próximos quatro anos vão liderar os destinos das Freguesias e do Município. Nuns casos foi renovada a confiança noutros casos foram escolhidos novos protagonistas”, referiu lembrando que “a todos é exigido que o mandato seja cumprido com um elevado sentido de responsabilidade e dedicação ao serviço público”.

A terminar a sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal afirmou que “o poder local tem sido o responsável pelo enorme desenvolvimento dos diferentes territórios, processo sem paralelo com qualquer outro período da história de Portugal”. “Aproveitemos então este dia para lembrar o quanto tem sido importante o poder local democrático”, finalizou

Por seu turno, Joaquim Barreto iniciou o seu discurso recordando que “ao longo destes dois últimos anos vivemos tempos muitos difíceis. Tivemos que ultrapassar diversos problemas e muitos foram os desafios. Procuramos no entanto, estar sempre próximos daqueles que mais sofreram os efeitos indesejáveis desta pandemia. Com os profissionais de saúde e da proteção civil, com as IPSS’S, com os agentes e forças vivas do concelho e com a população, enfrentamos dificuldades com capacidade de superação, determinando o nosso destino”.

“É justo que, neste dia, exaltemos aqueles que estiveram sempre na primeira linha no combate a este vírus, como foram os profissionais de saúde em geral e, particularmente, os do nosso concelho, merecedores do reconhecimento público da Câmara Municipal. Um voto que destaca o quão importante foi o trabalho e o empenho de todos os profissionais de saúde e demais trabalhadores do Centro de Saúde de Cabeceiras de Basto quer durante a implementação de medidas de prevenção, contenção e resposta em casos de infeção por Covid-19, quer durante o processo de vacinação”, acrescentou.

O presidente da Assembleia Municipal terminou a sua intervenção fazendo também referência às eleições autárquicas realizadas no passado domingo, dia 26 de setembro, que marcaram a “abertura de um novo ciclo democrático”. “Temos que estar atentos para manter relevância e vitalidade, lutando pelas ideias em que acreditamos, assumindo os problemas como desafios”, destacou Joaquim Barreto relembrando, assim, os novos desafios que as autarquias têm hoje pela frente, como “a transferência de competências, as alterações climáticas ou o despovoamento do interior, que impõem uma preocupação acrescida, atenta e conjunta”, sublinhou.

Aquando da entrega dos Votos de Louvor, os profissionais de saúde, Fátima Dourado e Maia Ramos, elogiaram e reconheceram também “o trabalho realizado, desde a primeira hora, pela Câmara Municipal no combate à Covid-19, bem como a ação desenvolvida por todos os agentes da Proteção Civil, de socorro e de segurança”, destacando, ainda o importante papel desempenhado pelos presidentes das Juntas de Freguesia, a quem “agradeceram também toda a colaboração”.

No final da sessão solene, os autarcas assistiram à missa em honra do Arcanjo S. Miguel, celebrada pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, na Igreja do Mosteiro.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS