Quarta-feira, Agosto 17, 2022
17.3 C
Braga
InícioAtualidadeUniversidade do Minho recebe coordenadores da aliança europeia Arqus

Universidade do Minho recebe coordenadores da aliança europeia Arqus

© UMinho

A Universidade do UMinho integra desde janeiro a Aliança Universitária Europeia Arqus, que visa uma cooperação inovadora entre academias de nove países. Esta quarta-feira, dia 6, às 14:30, a Reitoria da UMinho, no centro de Braga, recebe uma sessão com a coordenadora e o diretor executivo da Arqus, respetivamente Dorothy Kelly e Fernando Galán.

No evento vão também intervir, da parte da UMinho, o reitor Rui Vieira de Castro, o pró-reitor Manuel João Costa, a gestora do projeto Vanessa Alves e o presidente da Associação Académica, Duarte Lopes, que preside igualmente o Conselho de Estudantes da Arqus. O evento pode ser acompanhado em direto no YouTube da UMinho.

Trata-se da sexta e última sessão do ciclo “Arqus Hour”, que a cada semana, nos seus campi e online, permitiu à comunidade da UMinho conhecer melhor esta aliança e as suas perspetivas de participação, com oradores de várias linhas de ação do consórcio. Os temas focaram o multiculturalismo e multilinguismo, a inclusão e diversidade, o empreendedorismo e envolvimento regional, a aprendizagem centrada no aluno, o comprometimento na cidadania europeia e a investigação e inovação.

Após partilharem as atividades realizadas e os resultados, os intervenientes respondem a perguntas do público. Na primeira “Arqus Hour”, Dorothy Kelly e Fernando Galán participaram à distância, mostrando a importância desta aliança na afirmação dos valores europeus, da cultura democrática, da mobilidade, das parcerias e do futuro do ensino superior.

Sobre a Arqus

Financiada pelo Programa Erasmus+ e pelo Programa Horizonte 2020 da UE, a Arqus é liderada desde 2018 pela Universidade de Granada (Espanha) e inclui as universidades de Bergen (Noruega), Graz (Áustria), Leipzig (Alemanha), Lyon (França), Minho (Portugal), Pádua (Itália), Vilnius (Lituânia) e Wroclaw (Polónia). No seu todo, envolve mais de 350.000 estudantes, 28.000 professores/investigadores e 19.000 técnicos. A criação de oferta curricular diferenciadora, as estratégias mobilizadoras na inclusão e as novas fronteiras de investigação baseadas em desafios societais são dos alguns principais projetos. A UMinho está envolvida nas várias atividades desta Aliança e no planeamento de uma candidatura a financiamento Erasmus+, entretanto submetida.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS