Sábado, Julho 13, 2024
24.5 C
Braga
AtualidadeInvestigaçãoUMinho debate avanços científicos contra as infeções por fungos

UMinho debate avanços científicos contra as infeções por fungos

O evento serviu também para discutir as recentes descobertas na área.

© UMinho

O Instituto para a Bio-Sustentabilidade (IB-S) da Universidade do Minho (UMinho), em Braga, acolheu, esta quarta-feira, o workshop internacional “MetaFungal”, para explorar os desafios globais das infeções provocadas por fungos e para discutir as recentes descobertas na área.

iniciativa teve três sessões com uma dezena de oradores, como Patrick Van Dijck e Wouter Van Genechten, ambos da Universidade Católica de Lovaina (Bélgica). Houve também uma mesa redonda com Liliana Neves, da interface TecMinho, a explorar como os resultados da investigação podem ser valorizados pelas empresas na procura de agentes ou estratégias antimicrobianos.

O evento fez parte do projeto de investigação “MetaFungal”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia e coordenado por Sandra Paiva, do Centro de Biologia Molecular e Ambiental (CBMA) da Escola de Ciências da UMinho. O projeto tem parceiros de vários países, como as universidades de Lovaina, Autónoma de Barcelona (Espanha) e de Exeter (Reino Unido).

A prevalência de infeções fúngicas está a aumentar progressivamente à escala global. Por exemplo, a Organização Mundial da Saúde classificou a levedura C. albicans  entre os microrganismos mais críticos, podendo causar infeções com uma taxa de mortalidade a rondar os 40%. Para os cientistas, é essencial estudar os microrganismos patogénicos, perceber como se adaptam e crescem no nosso organismo perante alterações metabólicas e de temperatura e encontrar fármacos antimicrobianos capazes de os combater.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES