Juventude Popular quer prenúncio de Marcelo Rebelo de Sousa sobre a eutanásia
Segunda-feira , Novembro 30 2020 Periodicidade Diária nº 2651
Principal / País / Juventude Popular quer prenúncio de Marcelo Rebelo de Sousa sobre a eutanásia

Juventude Popular quer prenúncio de Marcelo Rebelo de Sousa sobre a eutanásia

A Juventude Popular veio a público solicitar a intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da República, sobre a eutanásia, face à proposta de um referendo ter sido chumbada.

Francisco Mota, presidente da Juventude Popular, afirma que “o regime não silenciou apenas 95 mil portugueses que subscreveram a iniciativa popular para um referendo, silenciaram um país e impuseram a Portugal uma agenda”. “Contra tudo e contra todos, contrariam os pareceres desfavoráveis de especialistas, da Ordem dos Médicos, Ordem dos Enfermeiros, Ordem dos Advogados, da Comissão Nacional de Ética para as Ciências da Vida e, ainda, de reconhecidos professores universitários que consideram a medida e os projectos de lei anticonstitucionais”, diz o líder centrista.

“Era obrigatório não confinar o debate apenas na Assembleia da República, existindo uma ampla e esclarecida discussão pública. O silêncio do presidente da República é assustador e o seu prenúncio tem de acontecer. Espero que este silêncio não seja mais um arranjinho do PS e PSD a pensar nas eleições presidenciais. O povo português tem o direito de saber o que pensa fazer o presidente da República com os diplomas e a sua inconstitucionalidade e qual a sua opinião sobre o bloqueio democrático ao referendo”, questiona Francisco Mota.