Segunda-feira, Setembro 20, 2021
23.4 C
Braga
InícioBragaIniciativa Liberal quer transformar antigas escolas de Braga em residências universitárias

Iniciativa Liberal quer transformar antigas escolas de Braga em residências universitárias

© Iniciativa Liberal

Olga Baptista, candidata da Iniciativa Liberal à Camara Municipal de Braga, e Bruno Machado, candidato à Assembleia Municipal, e a mandatária da juventude Carolina Assunção, reuniram com o presidente da direção da Associação Académica da Universidade do Minho, Rui Oliveira, a fim de “se inteirarem das principais dificuldades que os estudantes da academia minhota actualmente atravessam”.

Da reunião resultou que “há uma necessidade de uma maior articulação” com as forças de segurança e “a falta de uma maior presença, sobretudo em dias e horas mais críticas, como as noites de quarta-feira, de forças de segurança”.

No encontro foi apontada “a necessidade de investir” na realização dos chamados “corredores seguros” para uma maior salvaguarda dos estudantes. Rui Oliveira referiu que outro dos problemas se prende com “a falta de habitação a preços acessíveis para estudantes”, pelo que vê com “bons olhos”, a utilização da Fábrica Confiança como residência universitária”. Refere que “poderá ser uma forma de ajudar a regular os preços das habitações, que, neste momento, estão totalmente inflacionados e nem todos os agregados familiares conseguem pagar um alojamento digno e seguro”.

A este propósito, a Iniciativa Liberal aproveitou para “apresentar uma das suas bandeiras” que consiste “no estabelecimento de residências universitárias na antiga escola Francisco Sanches e antiga Secundária D. Luís de Castro, destinando a Fábrica Confiança a funcionar como museu industrial, associações académicas universitárias, AAEUM, cultura, com vista ao financiamento de outras iniciativas culturais e patrimoniais, mas sempre com a salvaguarda dos valores arquitetónicos e a criação de núcleo museológico da fábrica original”.

Por fim, na reunião foi debatida a questão da “dificuldade de fixar talentos” em Braga. Sobre este aspecto, Olga Baptista referiu que “esta situação está ligada à dificuldade que neste momento as empresas têm em conseguir-se estabelecer em Braga devido à falta de terrenos em parques industriais que pratiquem preços acessíveis a qualquer empresa que se queira instalar. Isto tudo tem como consequência, Braga não estar a atrair investimento, pois os empresários não têm condições para instalar as suas empresas”. 

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS