Sexta-feira, Maio 24, 2024
24.3 C
Braga
BragaFestival Política está de regresso a Braga de 2 a 4 de maio

Festival Política está de regresso a Braga de 2 a 4 de maio

O Festival irá combinar 24 atividades gratuitas em três dias.

© Festival Política

O Festival Política está de regresso a Braga com a “Intervenção” como tema central da programação. O evento ocupa o Centro de Juventude de 2 a 4 de maio.

O Festival irá combinar 24 atividades gratuitas em três dias, incluindo cinema, performances, música, humor, exposições e conversas. No ano em que se assinalam os 50 anos do 25 de Abril, a programação convoca artistas, criadores, académicos e ativistas a desenvolverem propostas e reflexões focadas na necessidade de fomentar a participação dos cidadãos nos atos eleitorais e o envolvimento com as instituições e as suas comunidades. 

Entre os principais destaques da programação para o Centro de Juventude de Braga estão a estreia do documentário de Tiago Pereira “Onde Está o Zeca?” (4 de maio, 18:00) e o novo espetáculo de Hugo van der Ding (4 de maio, 21:30). Em “O que importa é participar” Hugo van der Ding percorre, de forma humorada, as participações especiais da História de Portugal que comprovam a importância da participação. “Onde está  Zeca”, que resulta de uma coprodução do Festival Política e A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, apresenta uma reflexão inédita sobre a herança de Zeca Afonso no panorama musical atual. 

Na programação musical estão agendados concertos de Lucas Pina e Fado Bicha. Lucas Pina, que atuará na rua do Castelo (3 de maio, às 18:00), é um cantor são-tomense que ficou conhecido do grande público depois da participação no Got Talent Portugal, com Rapazes do Milongo em dupla com Moreno. Lançou no dia 8 de março, “Mamã”, uma ode às ações e gestos da mãe para os seus filhos. Já o espetáculo “Fado Bicha mata o Fado, com amor” (3 de maio, às 21:30), no Centro de Juventude, é um concerto intimista, de voz e guitarra elétrica, em que a dupla Lila Fadista e João Caçador revisita fados antigos e tradicionais e nos falam da história do fado e de histórias dentro do fado, evocando Hermínia Silva, Pedro Homem de Mello ou António Ferro. 

A secção de cinema é composta por uma seleção de seis produções, entre curtas e longas-metragens, ficção, animação e documentários.

O programa inclui conversas, oficinas e outras atividades, assim como exposições. A programação completa está disponível aqui.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES