Quarta-feira, Junho 12, 2024
25.1 C
Braga
RegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão vai celebrar 38.º aniversário de elevação à categoria de cidade

Famalicão vai celebrar 38.º aniversário de elevação à categoria de cidade

© CM Famalicão

Vila Nova de Famalicão vai celebrar, no domingo, 9 de julho, o seu 38.º aniversário de elevação à categoria de cidade.

As comemorações arrancam às 11:00, na Casa das Artes, com a habitual sessão solene de atribuição dos galardões municipais, e prosseguem pelas 16:30, em pleno centro da cidade e em ambiente festivo, com a inauguração da instalação artística “Fio Condutor” da autoria de Madalena Martins e que realça a força do setor têxtil no concelho.

Recorde-se que, este ano, será prestada homenagem a 14 personalidades e a 20 instituições famalicenses que se destacaram e ainda se destacam nas mais diversas áreas de ação na comunidade.

Entre elas está a diretora do Parque de Serralves, a famalicense Helena Freitas, e a neurocientista Ana João Rodrigues, as homenageadas das duas novas categorias inseridas no regulamento da atribuição dos galardões – Mérito Municipal Ambiental e Mérito Municipal de Ciência.

Especial destaque para a entrega da Medalha de Honra do Município ao mestre Alexandre Carvalho. Com uma vida ligada às Artes Marciais, construiu em Vila Nova de Famalicão a Associação e Federação Alex-Ryu-Jitsu que já formou milhares de crianças e jovens e já deu ao concelho umas largas centenas de medalhas, entre ouro, prata e bronze, conquistadas em campeonatos nacionais e internacionais de artes marciais.

Uma homenagem “inteiramente justa”, explica Mário Passos. “O mestre Alexandre Carvalho criou a partir de Famalicão algo de novo. Criou um estilo próprio de artes marciais, com uma filosofia de vida associada, que já ultrapassa em muito a dependência do criador. Várias gerações de famalicenses, e não só, solidificaram a sua personalidade nesta verdadeira escola de homens e mulheres”, acrescenta.

A autarquia vai ainda homenagear com a Medalha de Mérito Municipal de Benemerência o Rotary Club de Vila Nova de Famalicão, a Associação de Moradores do Complexo Habitacional de Lousado, a Cruz Vermelha de Ribeirão e o enfermeiro do CHMA José Luís Ribeiro.

A Medalha de Mérito Municipal Desportivo será entregue ao Ténis Clube de Famalicão, à Amitorre Associação de Solidariedade Social Monte Alvar e aos dirigentes desportivos Joaquim Alberto Azevedo (União Desportiva Bairrense), Laurentino Gomes Ferreira (G. D. Cavalões) e Carlos Alberto Cruz (Clube Desportivo Lousado).

Recebem a Medalha de Mérito Municipal Económico a Sociedade Industrial do Louro, a Ourivesaria Carvalho, a Telhabel Construções, a Drogaria Central do Louro, Manuel Faria Pinheiro da Silva, Luís Manuel Machado Macedo e Manuel Santana Vilela.

A Medalha de Mérito Municipal Cultural será entregue a João Charters de Almeida, autor dos icónicos painéis de azulejos que revestem a Fundação Cupertino de Miranda, ao jornalista José Clemente, ao fadista José Marão (a título póstumo), ao artista Santiago Belacqua e aos Agrupamentos de Avidos, Carreira, Delães, Joane, Landim, Mogege, São Pedro de Bairro, São Pedro de Esmeriz, Vale São Cosme, Vale São Martinho e Vermoim da Fraternidade Nuno Alvares.

Sobre os 38 anos de cidade, Mário Passos diz que “Famalicão é hoje um território maduro e reconhecido”. Os diversos prémios e distinções nacionais e internacionais, de que é exemplo o reconhecimento recebido ontem de “Região Empreendedora Europeia 2024”, “não deixam margem para dúvidas de que Famalicão é um dos municípios mais importantes do país”.

O autarca espera que os famalicenses mantenham no futuro “a sua vocação comunitária e disponibilidade para emprestar ao território o melhor de si”. “Nós cá estaremos para criar as melhores condições possíveis para que isso possa acontecer”, refere.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES