Terça-feira, Julho 27, 2021
18.4 C
Braga
InícioEducaçãoFamalicão tem mais de 750 vagas disponíveis em formação profissional superior e...

Famalicão tem mais de 750 vagas disponíveis em formação profissional superior e de especialização tecnológica

© CM Famalicão

Estão abertas as candidaturas para os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) e Cursos de Especialização Tecnológica (CET) para o ano letivo 2021/2022. As entidades formadoras de Vila Nova de Famalicão disponibilizam 750 vagas distribuídas por vinte e um cursos CTeSP e seis cursos CET, com início da formação no mês de setembro, quer em regime laboral, quer pós-laboral.

Todo este volume de formação disponibilizado em território de Famalicão será ministrado pelas entidades: Citeve – Centro Tecnológico Das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal; Cenfim – Centro De Formação Profissional de Indústria Metalúrgica e Metalomecânica; Cespu; Instituto Politécnico do Cávado e Ave – Polo de Vila Nova de Famalicão; e Instituto Politécnico de Bragança – Polo de Vila Nova de Famalicão.

Para mais informações, os interessados devem  consultar os sites das entidades ou o Portal da Educação de Famalicão para acesso à descrição das modalidades de educação e  formação, à oferta formativa do nosso concelho, aos planos de estudos, às saídas profissionais e aos vídeos das entidades promotoras.

Aumento de 58% no último ano letivo

Em Vila Nova de Famalicão, o número de inscritos no 1º ano, quer em Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), quer em Cursos de Especialização Tecnológica (CET), no ano letivo de 2020-2021, aumentou 58% face ao ano letivo anterior, atingindo cerca de 571 novos inscritos, representando a consolidação de um modelo de oferta formativa, com um aumento de alunos inscritos pelo 4º ano consecutivo. Esta formação/qualificação de quadros superiores satisfazem as necessidades das empresas, onde a aposta no conhecimento, na investigação, no desenvolvimento tecnológico e na inovação é central e decisiva.

O prazo para a apresentação das candidaturas à primeira fase já iniciou e decorre até ao 10/08/2021 (no caso do IPCA), até ao dia 31 de agosto (no caso do IPB), até ao dia 03/09/2021 (no caso da CESPU) e até ao início de outubro (nas entidades CENFIM e CITEVE). As candidaturas devem ser efetuadas online através dos sites de cada uma das entidades formadoras.

Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) são formações de ensino superior. Gerontologia, Bem-Estar e Termalismo, Serviço Familiar e Comunitário, Saúde e Exercício, Bioanálise e Controlo, Secretariado Clínico, Estética, Cosmética e Bem-Estar, Tecnologia Alimentar, Gestão Ambiental, Design de Moda, Segurança e proteção de dados para sistemas de informação, Eletrónica, Automação e Comando, Apoio à Gestão, Exportação e Logística, Comércio Eletrónico, Desenvolvimento Web e Multimédia, Gestão financeira e contabilística, Manutenção industrial, Gestão Industrial da Produção, Marketing Digital e Social Media e Redes e segurança informática  são os CTeSP oferecidos pela Cespu, IPB e IPCA.

As condições de ingresso obrigam os candidatos a serem titulares de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente; que tenha sido aprovado nas provas especialmente adequadas para maiores de 23 anos; titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de técnico superior profissional; titulares de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

A duração do CTeSP tem 120 créditos e a duração de quatro semestres (2 anos), sendo o último em contexto de trabalho. A frequência destes cursos tem associado o pagamento de uma propina, ainda que os formandos se possam candidatar a uma bolsa de ação social.

Cursos de Especialização Tecnológica

Os Cursos de Especialização Tecnológica (CET) são formações pós-secundárias não superiores que visam conferir uma qualificação profissional de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ).

Gestão da Produção para a Indústria metalúrgica e metalomecânica, Tecnologia Mecânica, Tecnologia Mecatrónica, Industrialização de produto moda, Comércio Moda e Processos de Coloração e Acabamentos Têxteis são os Cursos de Especialização Tecnológica oferecidos pelo Cenfim e pelo Citeve.

Para terem acesso aos CET, os candidatos têm de cumprir com as seguintes condições: serem titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente; serem estudantes que tenham obtido aprovação em todas as disciplinas dos 10º e 11.º e tendo estado inscritos no 12º ano, de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente, não o tenham concluído; serem titulares de uma qualificação profissional de nível 4; serem titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de um grau ou diploma de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

Os estudantes que não sejam titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente têm de realizar, caso sejam selecionados, um plano de formação adicional.

Os CET têm a duração aproximada de um ano e meio (18 meses) a que corresponde entre 60 e 90 unidades de crédito. A frequência destes cursos é gratuita e tem direito a bolsa de formação e transporte.

Famalicão promove curso de Português para migrantes

Estão abertas as candidaturas para os cursos de Português Língua de Acolhimento (PLA), a iniciar em setembro, na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, entidade de referência no concelho de Famalicão, em horário pós-laboral.

Estes cursos pretendem que os adultos migrantes em Portugal aprendam a língua para elevar a capacidade de expressão e compreensão em português, e facilitar o seu processo de integração social, profissional e cívico. Assim, também se contribui para a prevenção da discriminação em função da origem e promover a igualdade. Esta medida consiste num conjunto de ações de formação em língua portuguesa destinadas a migrantes que se fixem em Portugal.

Esta formação destina-se a cidadãos migrantes, adultos, com idade igual ou superior a 18 anos, desempregados ou ativos empregados, cuja língua materna não é a portuguesa e/ou que não detenham competências básicas, intermédias ou avançadas, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECRL).

Os destinatários devem ser portadores de título de residência, nos termos da legislação nacional aplicável a cidadãos estrangeiros, ou devem apresentar um dos seguintes documentos: a) Comprovativo de que foi iniciado o procedimento para a obtenção, renovação ou prorrogação de título de residência, no âmbito de processo de regularização; b) Comprovativo de admissão do pedido de asilo e cujo processo se encontre pendente; c) Comprovativo da atribuição do Número de Identificação de Segurança Social (NISS).

O Plano Nacional de Implementação do Pacto Global das Migrações, aprovado através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 141/2019, de 20 de agosto, definiu um conjunto de medidas que permitem desenhar uma resposta nacional em matéria de migrações, entre as quais se inscreve a publicação da Portaria n.º 183/2020, de 5 de agosto, que cria os cursos de Português Língua de Acolhimento – Cursos PLA, assim como as regras a que obedecem a sua organização, funcionamento e certificação.

Para além destes cursos, os adultos migrantes têm acesso à aprendizagem ao longo da vida, que no caso, dos adultos com baixas qualificações ou que não detenham nem consigam obter documento comprovativo das suas habilitações, abrangidos pela presente portaria, são acompanhados pelo Centro Qualifica com o objetivo de os orientar para outras ofertas formativas ou outros percursos de qualificação que permitam melhorar as suas qualificações escolares e profissionais, nomeadamente através de processos de reconhecimento, validação e certificação de competências e do reconhecimento de títulos de nível não superior obtidos no estrangeiro.

Centro Qualifica entregou diplomas em Brufe

O Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão realizou, no passado dia 29 de junho, em parceria com a Junta de Freguesia de Brufe, a cerimónia de entrega dos diplomas dos a 17 adultos certificados.

A sessão contou com a presença dos adultos certificados, do Vereador de Educação, Leonel Rocha, e do presidente da Junta de Freguesia de Brufe, Carlos Gomes.

Esta parceria materializa uma boa prática de trabalho de proximidade com a comunidade, que permitiu aos adultos a melhoria dos seus níveis de qualificação, empregabilidade e reconhecimento social. Foi desenvolvido o Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências Escolar para obtenção do 9º e 12º anos de escolaridade, realizado nas instalações da Junta de Freguesia, através do Centro Qualifica de Famalicão.

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS