Segunda-feira, Junho 17, 2024
16.2 C
Braga
EducaçãoUMinho e Universidade de Vigo consolidam lançam quatro projetos conjuntos

UMinho e Universidade de Vigo consolidam lançam quatro projetos conjuntos

As propostas de investigação integram as áreas do Direito, Ciências da Terra, Biotecnologia Industrial e Alimentar.

© UMinho

Quatro projetos desenvolvidos por investigadores da Universidade do Minho (UMinho) e da Universidade de Vigo foram selecionados no primeiro concurso criado por estas instituições para apoio à investigação desenvolvida por equipas conjuntas da euro-região Minho-Galiza.

O financiamento atribuído a esta primeira convocatória é de 90 mil euros, divididos em partes iguais entre as duas universidades, tendo sido selecionadas nesta edição quatro das 25 propostas apresentadas a concurso e que têm origem nas áreas do Direito, Ciências da Terra, Biotecnologia Industrial e Alimentar.

Na área da Biotecnologia Alimentar, destacou-se um projeto de doces tradicionais da Galiza e norte de Portugal enriquecidos com proteína de insetos. O Prodoce será desenvolvido pelos grupos Biosystems da UMinho e BiotecnIA da Universidade de Vigo. Esta proposta surge do crescente interesse manifestado por organizações como a FAO e a União Europeia em incorporar novos alimentos que ajudem a cobrir o aumento da procura alimentar que se espera para os próximos anos.

Outro projeto financiado procura a validação de biossurfactantes prebióticos produzidos por bactérias lácticas para aplicações dérmicas – ValBioDerm – e será dirigido pelos investigadores Xanel Vecino Bello da Cintecx – da UVigo e Lígia Rodrigues do Centro de Engenharia Biológica da UMinho. O projeto aposta na melhoria das propriedades desta solução, face aos surfactantes químicos comumente utilizados na formulação de produtos cosméticos.

Com o objetivo de investiga r o impacto de dois microplásticos nos solos agrícolas da Galiza e Norte de Portugal, foi financiado o projeto EnvAgro, coordenado por Luís Miguel Gonçalves do Cento de Ciências da Terra da UMinho e Andrés Seijo do Instituto de Agroecologia e Alimentação da UVigo. O projeto visa avaliar o papel destes microplásticos como transportadores de contaminantes e o seu impacto a longo prazo na fertilidade dos solos.

O projeto na área do direito, dirigido pelas investigadoras Margarida Oliveira Santos do centro JusGov da UMinho e Raquel Fernández González da UVigo, centra-se na análise dos problemas que levam à violência sexual exercida sobre mulheres, crianças e adolescentes. A ideia é realizar um estudo sobre as principais medidas de atuação que podem ser adotadas numa perspetiva multidisciplinar, envolvendo os diferentes ramos do direito e outras áreas científicas, como psicologia, criminologia, economia e ciência política.

Adicionalmente foram apoiadas duas ideias para preparação de candidaturas conjuntas a projetos Europeus nos temas “vacina contra o idadismo através da comunicação e da arte”, proposto por José Gabriel Andrade Júnior da UMinho e Ana Belén Fernández Souto da UVigo, e “Robótica autónoma para construção, reabilitação e manutenção em edifícios”, proposto por José Campos e Matos da UMinho e Higinio González Jorge da UVigo.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES