Sábado, Outubro 16, 2021
18.3 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão: Seniores de Cabeçudos e Lousado perpetuam vivências em arte urbana

Famalicão: Seniores de Cabeçudos e Lousado perpetuam vivências em arte urbana

© CM Famalicão

A comunidade sénior das freguesias de Cabeçudos e Lousado, em Famalicão, pintou dois murais alusivos à memória coletiva local baseados nas suas recordações e vivências. O trabalho foi desenvolvido no âmbito da ação “ARTE’ID”, inserida no projeto “Há Cultura | Cultura Para Todos”, que decorreu entre março e julho de 2021, e contou com cerca de 31 participantes das freguesias referidas.

O projeto ARTE’ID visou criar uma efetiva oportunidade para os seniores de Cabeçudos e Lousado imprimirem a sua marca, por intermédio da experiência artística interventiva, no qual foram autores e protagonistas do seu trabalho.

“Todos nós temos as nossas competências artísticas. Compete-nos criar desafios, criar momentos que as potenciem”, realça Leonel Rocha, vereador da cultura do Município de Famalicão. “Enraizar hábitos culturais e ligados à arte torna o nosso concelho fica cada vez mais rico”, disse o vereador, que na inauguração dos murais, no passado dia 5 de setembro, destacou o “excelente trabalho” realizado pelos mais de 30 artistas locais. Realçou, de igual forma, que o trabalho d’A Casa ao Lado, que “tem sido um parceiro fundamental na área das artes plásticas”, ao potenciar “momentos e dinâmicas que ajudam a criar este espírito comunitário”.

Com a intenção de estimular o sentimento de presença na população com mais idade, o trabalho no terreno d’A Casa ao Lado começou com uma recolha prévia de testemunhos junto da mesma. “Ficamos a conhecer um pouco das vidas de cada um dos participantes, os principais artistas”, refere Joana Brito, representante d’A Casa ao Lado e coordenadora artística do ARTE’ID. “Mostraram-nos um pouco do património da freguesia, da ideia de união e família, das brincadeiras de infância”, indica. Posteriormente, a equipa artística pegou “nestes pequenos pedaços (de história) e transformou-os em imagens gráficas”, disse a coordenadora, que resultaram nos trabalhos artísticos que agora é possível contemplar no muro da Casa de Cabeçudos e no Complexo Habitacional de Lousado.

“ID significa identidade” destaca Joana Brito, que justificou que o foco na população sénior se baseou no facto de serem as pessoas com “mais experiências e histórias para partilhar”.

Os presidentes das Juntas de Freguesia abrangidas, demonstraram o seu agrado com a iniciativa, destacando que a representação gráfica das recordações da sua comunidade permitiu que os espaços abrangidos ganhassem uma nova vida.

“Inicialmente estava um pouco desconfiado quando comecei a ver as primeiras pinturas”, gracejou Jorge Ferreira, presidente da Junta de Freguesia de Lousado. “Agora vejo que está lindíssimo. Trata-se de um exemplo a seguir e espero que seja a primeira de muitas atividades”, referiu.

“No fundo foram buscar artistas que já haviam aqui na freguesia”, comenta Armindo Mourão, presidente da União de Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos, num tom descontraído, não deixando de salientar a importância desta intervenção, no que refere ao “embelezamento da freguesia” e a celebração do “sentimento de comunidade e colaborativo”.

Refira-se que, no âmbito da ação ARTE’ID, foram, igualmente, desenvolvidas oficinas de artes durante o mês de maio, com o objetivo de proporcionar o estímulo das capacidades cognitivas dos participantes e promover comportamentos relacionados com o bem-estar e a aprendizagem contínua. A autonomia, a inclusão e a intervenção foram as principais premissas do processo de trabalho individual e coletivo executado pel’A Casa ao Lado, que contou com o apoio de instituições locais como: Casa do Povo de Lousado, Associação de Moradores do Complexo Habitacional de Lousado, Centro Social e Cultural de Cabeçudos, Junta de Freguesia de Lousado e União de Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos.

ARTE’ID é uma ação inserida no projeto “HÁ CULTURA | CULTURA PARA TODOS” promovido pelo Município de Vila Nova de Famalicão e cofinanciado pelo NORTE 2020, através do Fundo Social Europeu (FSE).

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS