Quarta-feira, Agosto 10, 2022
22.2 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão quer reforço de meios e cooperação entre as forças policiais

Famalicão quer reforço de meios e cooperação entre as forças policiais

© CM Famalicão

O Município de Famalicão quer o reforço de meios e uma maior articulação entre as forças policiais do concelho, nomeadamente a PSP, GNR e a Polícia Municipal de Famalicão.

Estas necessidades foram algumas das conclusões retiradas da reunião que esta quinta-feira juntou o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, membros do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) e responsáveis pela PSP na sequência do episódio de violência ocorrido na madrugada da passada terça-feira, 22 de fevereiro, no Serviço de Urgência do CHMA.

Mário Passos referiu que a escassez de recursos da Polícia de Segurança Pública foi um dos assuntos levantados no encontro de ontem, contingência que “não pode ser ignorada pela Administração Central”, mas que pode ser minimizada pela existência de “um protocolo de interação” que assegure uma maior cooperação entre as várias forças policiais. 

“A existência de um plano de ação bem definido para situações de gravidade extrema como a que assistimos esta semana no Hospital garantiria, certamente, uma resposta mais musculada e eficaz”, disse o autarca, sensibilizando para a importância das instâncias superiores refletirem sobre estes aspetos.

Recorde-se que o quartel da GNR fica “a dois minutos a pé” do hospital, mas, como a ocorrência foi na cidade, apenas foi chamada a PSP, que “apesar de também estar perto do Hospital, terá demorado 45 minutos a chegar”, alegadamente por falta de efetivos. “Quando chegaram, os agressores já se tinham posto em fuga, não tendo sido foi possível identificar ninguém”, finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS