Quinta-feira, Junho 24, 2021
18.3 C
Braga
InícioBragaBraga: Hugo Pires ouviu propostas dos empresários de restauração da URMinho

Braga: Hugo Pires ouviu propostas dos empresários de restauração da URMinho

PS Braga

O candidato do Partido Socialista à presidência da Câmara Municipal de Braga, Hugo Pires, reuniu, esta segunda-feira, com a União de Restaurantes do Minho, no âmbito da sua pré-campanha eleitoral.

No encontro, a URMinho, que dá posse aos seus primeiros dirigentes eleitos, entregou ao candidato autárquico um conjunto de propostas em que reivindica o apoio do Município de Braga, designadamente para ajudar a enfrentar as consequências económicas resultantes da pandemia.

O documento entregue por Tiago Carvalho refere “a promoção de campanhas de captação de turistas internos e externos, sendo para isso criada uma marca, onde o Minho seja a referência na cozinha portuguesa, mais concretamente, na grande riqueza da cozinha minhota”.

A URMinho, que vai ter a sua sede em Vila Verde, foi “acolhida de braços abertos” e pretende que a região seja “identificada e reconhecida como a capital gastronómica do país, baseada na sua grande diversidade e qualidade da gastronomia regional que se deve preservar e valorizar”.

“A criação de um gabinete de monitorização e apoio entre a Câmara Municipal de Braga e a URMinho na defesa da restauração, privilegiando também a cooperação com as juntas de freguesia, pela sua proximidade com muitos negócios e as suas reais necessidades, em que a InvestBraga seja o veículo para articular todas estas valências”, é outra das propostas enunciadas pela URMinho.

A novel associação pretende que “seja criado urgentemente um grupo de trabalho para acompanhar o processo de instalação de esplanadas novas ou cobertura das existentes; abordar os limites de circulação automóvel em alguns períodos do dia; definir limites de velocidade em algumas ruas da cidade e devolver ruas e praças às pessoas”.

As esplanadas foi um dos temas mais referidos na conversa com Hugo Pires, onde Tiago Carvalho e os seus representados defendem “um programa de apoio à instalação” destas estruturas ao ar-livre, que dispense “apoio técnico e financeiro para criação, renovação e aquisição de mobiliário”.

“Um reforço na tesouraria a fundo perdido; um protocolo que defina o valor máximo de um euro pago pelos clientes dos parques de estacionamento nos horários de refeições; e o desenvolvimento de uma plataforma de entregas ao domicílio, com subsídio às taxas de entrega até ao final de 2022”, foram outras das propostas feitas no documento entregue a Hugo Pires.

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS