Quinta-feira, Fevereiro 29, 2024
9.5 C
Braga
InícioBragaBraga esterilizou 1.600 gatos de rua desde 2018

Braga esterilizou 1.600 gatos de rua desde 2018

DR

Decorreu hoje a cerimónia de assinatura de protocolos com quatro associações de proteção animal, no âmbito do programa CED (Capturar, Esterilizar, Devolver) Braga.

Ao abrigo deste programa, implementado em 2018 e que visa o controlo da reprodução e da população de felídeos errantes no concelho, o Município de Braga apoiou a esterilização de cerca de 1.600 gatos – 1200 fêmeas e 400 machos. Estima-se que tenha permitido o controlo de aproximadamente 3.600 ninhadas e evitado o nascimento de 18 mil animais.

Em Braga, este programa é acompanhado pelas associações locais de proteção animal do Concelho (Abandoned Pets, APPANIBRAG, Bragatos e Abrigos da Luna) e pelos seus cuidadores, que são responsáveis por monitorizar o estado das colónias. Os animais mais jovens e dóceis são retirados das colónias e encontram-se disponíveis para adopção.

© CM Braga

Os protocolos hoje assinados totalizam um apoio às associações no valor de 39 mil euros, sendo 35 mil destinados às esterilizações e quatro mil para aquisição de materiais de apoio à captura e transporte.

Só este ano, até ao presente mês de julho, foi possível beneficiar 337 felídeos, sendo 247 fêmeas e 90 machos. Atualmente já existem várias colónias controladas, o que tem permitido reduzir o número de animais em cada colónia e também efetuar a monitorização de doenças, algumas zoonóticas.

Como sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, com este programa tem sido possível “melhorar as condições de saúde animal, proteção animal e, acima de tudo, reforçar a saúde pública, num contexto municipal”.

Já Altino Bessa, vereador responsável pela política animal da Câmara Municipal de Braga, adiantou que estes resultados “só têm sido possíveis graças a um sistema de gestão eficaz e ao apoio das associações locais e dos seus cuidadores, responsáveis por diariamente assegurarem a alimentação dos felídeos e monitorizarem o estado das colónias”.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES