Quarta-feira, Agosto 17, 2022
16.7 C
Braga
InícioBragaBraga e Rede de Bibliotecas Escolares analisaram boas práticas na área da...

Braga e Rede de Bibliotecas Escolares analisaram boas práticas na área da leitura

© CM Braga

O Município e a Rede de Bibliotecas Escolares de Braga realizaram esta quinta-feira um encontro de boas práticas subordinado ao tema “Leitura e Leitores: Percursos”. Proporcionar aos docentes um momento formativo e reflexivo sobre os projetos desenvolvidos a partir das bibliotecas escolares foi o objetivo do encontro realizado na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

Na sessão de abertura, a vereadora da Educação, Carla Sepúlveda, lembrou que este tipo de encontros é crucial para a divulgação do trabalho realizado no concelho na área da leitura. “Braga tem 36 Bibliotecas Escolares que desenvolvem um trabalho meritório ao longo de todo o ano. Estas bibliotecas existem graças à dinâmica que os docentes lhes imprimem, gerando uma participação ativa e interessada dos nossos alunos”, referiu.

A vereadora enalteceu ainda a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, que “tem um papel preponderante na construção de escolas mais voltadas para a leitura, na medida em que tem feito uma mediação riquíssima e imprescindível entre a Rede de Bibliotecas e os vários projetos que estão no terreno”. Carla Sepúlveda afirmou que a Autarquia vai continuar a apostar na Rede de Bibliotecas Escolares através do apoio a projetos que fomentem o gosto pela leitura.

Durante o encontro realizaram-se sessões de partilha de boas práticas sobre temas transversais aos currículos escolares na área da Leitura e Literatura; Ciências e Tecnologia; Cidadania; Artes e Cultura. Os docentes tiveram a oportunidade de pensar o futuro das suas práticas, alinhadas com os desafios da UNESCO. Foi ainda possível refletir sobre a leitura enquanto ato social e instrumento de inclusão e integração. Foram ainda partilhadas dinâmicas de promoção de leitura desenvolvidas nos diferentes setores da comunidade bracarense e no âmbito do Plano Local de Leitura de Braga.

Concluiu-se que a educação é um veículo privilegiado para transformar a sociedade. Neste sentido, os cerca de 150 docentes presentes foram convidados a repensar metodologias de trabalho e as suas prioridades para os próximos anos.

As Bibliotecas Escolares, enquanto núcleos centrais de conhecimento, inovação e cultura aliam-se a este desafio, promovendo o debate em torno de questões que recuperam saberes do passado para perspetivar soluções para o futuro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS