Sábado, Março 2, 2024
9.6 C
Braga
spot_img
InícioBragaBraga amplia investimento no apoio à habitação para ajudar mais famílias
spot_img

Braga amplia investimento no apoio à habitação para ajudar mais famílias

© BragaHabit

O Município de Braga vai proceder à atualização da sua Estratégia Local de Habitação, aumentando o investimento previsto para os 130 milhões de euros (valor situava-se nos 123 milhões de euros).

Como explicou João Rodrigues, vereador do Município de Braga, esta proposta de atualização, que será analisada na próxima reunião do executivo Municipal, que se realiza na segunda-feira, prevê o aumento do número de famílias e de pessoas que integram a Estratégia Local de Habitação, respetivamente, em mais 3% (+ 39 famílias) e 2,5% (+ 89 pessoas).

“Este aumento resulta da inclusão de novas ações por parte do Município de Braga, bem como da integração de novos promotores que só neste momento foi possível identificar e estruturar as respetivas intervenções. Atualizamos ainda os custos de algumas das ações e a programação dos investimentos previstos, adequando o quadro das soluções propostas ao calendário de execução do PRR”, referiu.

Intervenção prevista no Sítio dos Galos

Relativamente às ações que têm como promotor o Município de Braga no âmbito da Estratégia Local de Habitação, o número de famílias abrangidas passa de 133 para 141 (a que corresponde um aumento de 211 para 234 pessoas abrangidas), de modo a poder incluir duas novas ações relativas ao Sítio dos Galos.

“Essas ações passam pela reabilitação de edifícios degradados em representação dos proprietários, num total de 15 frações habitacionais; e pela aquisição e reabilitação de 4 habitações degradadas, num investimento superior a 2,3 milhões de euros até 2026. Trata-se de uma zona da cidade onde atualmente residem famílias em condições indignas de insalubridade, insegurança e precariedade, encontrando-se também casas devolutas. Queremos com estes investimentos revitalizar e preservar aquela que é uma zona emblemática da cidade e com importância histórica até a nível nacional”, sublinhou João Rodrigues.

As restantes 21 novas famílias (a que correspondem 34 pessoas) a integrar agora na Estratégia Local de Habitação resultam da inclusão de novos promotores: Cáritas Arquidiocesana de Braga (7 famílias), Junta de Freguesia de Espinho (11 famílias) e União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães (3 famílias).

Já a ECG – Cooperativa Cultural CRL passa a incluir um total de 48 famílias e 156 pessoas (mais 10 famílias e 32 pessoas face à última revisão, na condição de precariedade). Esta alteração resulta do facto de os terrenos onde serão construídas as habitações permitirem acomodar mais 10 famílias já identificas pela Cooperativa.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES