Domingo, Setembro 26, 2021
21.7 C
Braga
InícioOpiniãoBarriga inchada depois das festas?

Barriga inchada depois das festas?

Rita Verdasca

Barriga inchada depois das festas. As épocas festivas são, de um modo geral, propícias a excessos alimentares. Ou não fizessem parte da mesa dos portugueses os bolos, os salgados e os pratos típicos tão caraterísticos da nossa gastronomia. Os horários das refeições são alterados e a mesa passa a ser o lugar rei, onde passamos grande parte do tempo. Depois pensamos: novo ano, novos hábitos alimentares.

Mas nem sempre corre como desejamos e a sensação de barriga inchada, obstipação ou flatulência manifestam-se, trazendo com elas mal-estar e sentimentos de culpa. Mas esses sintomas podem não ter uma relação direta com os excessos cometidos. Por vezes, ingerimos alimentos sem conhecer o mal que nos fazem.

E se lhe dissessem que esse desconforto pode estar relacionado com intolerâncias alimentares ou ainda com o desequilíbrio da sua flora intestinal (mais conhecida como disbiose)? Provavelmente já ouviu falar deste termo, mas nunca teve tempo para tentar compreender do que se trata nem do seu impacto no nosso corpo.

A intolerância alimentar é uma reação exagerada (hipersensibilidade) do organismo a um determinado alimento, que se estima que afete 20 a 35% da população de forma crónica. A eliminação dos alimentos aos quais o indivíduo apresenta hipersensibilidade alimentar melhora os sintomas associados. Os alimentos podem voltar a ser inseridos, de forma gradual. As manifestações clínicas são variadas e apresentam-se sem gravidade, tornando o diagnóstico difícil e demorado.

Já na disbiose, ocorre um desequilíbrio da flora intestinal bacteriana – denominada de microbiota intestinal – que reduz a capacidade de absorção dos nutrientes e pode induzir a carência de vitaminas e minerais.  A microbiota intestinal desempenha um papel fundamental na nossa saúde, regulando o sistema imunitário, pelo que a sua fragilidade tem repercussões negativas. Na origem deste desequilíbrio estão, muitas vezes, fatores alimentares, como determinados alimentos, aditivos, conservantes ou pesticidas.

Os sintomas de intolerância alimentar e de disbiose são muito idênticos, podendo resultar em excesso de peso e perturbações digestivas, como diarreia, cólicas ou distensão abdominal. A nível dermatológico é comum ocorrer acne, irritação e manchas na pele ou psoríase. Queda de cabelo, dor de cabeça permanente ou ainda cansaço extremo e ansiedade são outros dos sintomas associados.

Agora que está a par do que cada uma destas complicações trata, já pensou que todo esse mal-estar e até o excesso de peso podem estar relacionados com estes problemas? Não desespere, porque a conclusão tem um lado positivo: há solução.

Os laboratórios SYNLAB acabaram de lançar o estudo de saúde intestinal BiotA200, uma análise que permite conhecer os alimentos aos quais desenvolveu intolerância alimentar, assim como da composição da sua microbiota intestinal. Pode ser efetuada a partir dos 5 anos, através de uma amostra de sangue e de fezes, sendo necessário um jejum de 6h na colheita de sangue. Para que saiba como atuar depois de receber o resultado, este teste inclui uma consulta de Interpretação de resultados online com um nutricionista.

Artigo de Opinião de Rita Verdasca, nutricionista nos Laboratórios SYNLAB.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS