Mais de 400 beatas e 200 litros de lixo apanhados na Praia de Apúlia
Quinta-feira , Novembro 26 2020 Periodicidade Diária nº 2647
Principal / Região / Esposende / Mais de 400 beatas e 200 litros de lixo apanhados na Praia de Apúlia

Mais de 400 beatas e 200 litros de lixo apanhados na Praia de Apúlia

Durante esta terça-feira, no espaço de apenas 3 horas e 26 minutos, foram recolhidos mais de 400 beatas de cigarro e 200 litros de lixo na Praia de Apúlia, em Esposende.

Esta ação de Plogging, atividade que alia exercício físico com a apanha de lixo, foi realizada por Carlos Dobreira, ambientalista de Braga, no âmbito da iniciativa “Deixe a Apúlia Limpa”.

A sessão deu início às 9h03 e terminou às 12h29, ficando marcada pela quantidade de resíduos recicláveis recolhidos, desde garrafas de champanhe e de vinho, embalagens de lixívia e de óleo, latas de bebidas energéticas, redes, partes de baldes de tinta, garrafas e copos de plástico, um pneu, partes de mobiliário, peças de maquinaria, assim como máscaras, lenços de papel, cordas, tampas, caricas, chinelos e até borracha sintética.

“A quantidade de beatas de cigarro é surpreendente e chocante em tempos de pandemia da Covid-19”, disse o ambientalista, que deu conhecimento da situação à Agência Portuguesa do Ambiente e à Quercus.

Nas seis sessões já realizadas pelo ambientalista desde 4 de setembro de 2019, foram recolhidos 2.348 beatas de cigarro e 580 litros de lixo, em 10 horas  e 22 minutos.

As beatas recolhidas serão doadas ao Laboratório da Paisagem, em Guimarães, no âmbito de um projeto que promove a incorporação das beatas de cigarro em materiais de construção, nomeadamente o E-tijolo, em parceria com o Instituto de Soldadura e Qualidade e o Centro de Valorização de Resíduos da Universidade do Minho.