Domingo, Junho 23, 2024
17.8 C
Braga
BragaResidências artísticas envolveram mais de 1500 alunos de Braga

Residências artísticas envolveram mais de 1500 alunos de Braga

© CM Braga

Com o fim do ano letivo, chegam também ao fim as Residências Artísticas que envolveram, ao longo de vários meses, mais de 1500 alunos dos agrupamentos de escolas do concelho de Braga, em processos de arte colaborativa nas áreas da música, cinema, fotografia, dança ou artes visuais.

Transformar o espaço-escola num espaço de criação artística foi o mote destas residências que aproximaram os jovens envolvidos na produção artística.

Ao todo foram desenvolvidas oito residências artísticas. Os vários projetos promovidos pelo Município de Braga inserem-se no âmbito do programa de mediação cultural Atlas 2023, alinhado com a Estratégia Cultural Braga 2020-2030.

O projeto Fenda Academy Música, dinamizado pela Cosmic Burger com um grupo de 25 alunos da Escola Secundária Sá de Miranda, resultou numa edição discográfica em formato de EP. As músicas serão agora apresentadas publicamente durante a Noite Branca de Braga, no dia 9 de setembro, no palco Rossio da Sé.

Na área da dança e da performance realizou-se a residência artística CALL – Conexões Artísticas Ligadas em Laboratório, com a direção artística da Companhia de Dança Arte Total e que envolveu cerca de 500 crianças, dos 6 aos 9 anos, da Escola Básica do Carandá, tendo resultado numa exposição multidisciplinar.

No âmbito das artes visuais foram desenvolvidas as residências “Origens”, um projeto de intervenção artística comunitária em pintura de mural na Escola Secundária Alberto Sampaio, e Fenda Academy – Ver, que envolveu alunos de 10 nacionalidades diferentes da Secundária de Maximinos na criação de um mural multicultural em espaço escolar.

Realizam-se, ainda, residências artísticas na área do cinema – “Castelo de Imagens”, que contaram com a parceria da Amarela Mecânica e com alunos da Escola D. Maria II -, da fotografia – “Imaginarte”, desenvolvida pela PAVAC e alunos da Escola André Soares – e da Litegrafia – envolveu alunos do agrupamento de escolas Francisco Sanches e a entidade da Plataforma do Pandemónio, assim como o projeto “Vem Bordar com a Avó”, dedicado aos seniores e desenvolvido pela Associação “A Avó Veio Trabalhar”. Estes projetos serão apresentados no âmbito da programação da Noite Branca de Braga, que decorre nos dias 8, 9 e 10 de setembro.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES