PS: Joaquim Barreto propõe criação de Comissões de Proteção e Apoio a Pessoas Idosas
Sexta-feira , Dezembro 4 2020 Periodicidade Diária nº 2655
Principal / País / PS: Joaquim Barreto propõe criação de Comissões de Proteção e Apoio a Pessoas Idosas

PS: Joaquim Barreto propõe criação de Comissões de Proteção e Apoio a Pessoas Idosas

PS

Joaquim Barreto, presidente da Federação Distrital de Braga do PS e deputado na Assembleia da República, sugeriu a Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a criação de Comissões de Proteção e Apoio a Pessoas Idosas.

Na audição de Ana Mendes Godinho, no Debate da Especialidade do Orçamento de Estado 2021, que decorreu esta terça-feira na Assembleia da República, Joaquim Barreto propôs à ministra que institucionalizasse as Comissões de Proteção e Apoio a Pessoas Idosas.

“Todos sabemos que as pessoas idosas são uma camada da população cada vez mais vulnerável e com mais fragilidades, como tal mais exposta às vicissitudes, às vivências e às convivências da sociedade. Neste período de pandemia, o grau de exposição da população idosa é mais acentuado e com dificuldades agravadas. Considerando que há necessidade de agir a montante com medidas preventivas de ajuda a esta geração, que deu o melhor de si ao longo de muitos anos em todo o país”, frisou o deputado.

Joaquim Barreto realçou que “tendo em conta que já existem iniciativas e estruturas em algumas Autarquias de âmbito municipal, bem como no movimento associativo, que procuram dar respostas e visam uma melhor qualidade de vida para um envelhecimento ativo e saudável, é da maior importância criar Comissões de Proteção e Apoio a Pessoas Idosas ao nível Municipal, Regional e Nacional, devidamente institucionalizadas à semelhança do que já acontece com as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens. Este será um sinal de esperança e um passo determinante na valorização desta faixa etária da nossa sociedade”, considerou.

Recorde-se que funciona, desde julho de 2011, a Comissão Municipal de Pessoas Idosas de Cabeceiras de Basto (CMPICB), constituída por vários parceiros locais – formais e não formais – com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos idosos e adultos dependentes neste concelho, através da articulação, informação e promoção dos direitos e proteção das pessoas idosas, de forma a garantir o seu bem-estar, dignidade e qualidade de vida.

“Sigamos os bons exemplos no sentido de regulamentarmos e institucionalizarmos estas estruturas, incentivando a disseminação dos bons exemplos”, finalizou o deputado.