Praxes foram suspensas na Universidade do Minho
Quarta-feira , Dezembro 2 2020 Periodicidade Diária nº 2653
Principal / Braga / Praxes foram suspensas na Universidade do Minho

Praxes foram suspensas na Universidade do Minho

As praxes presenciais foram suspensas na Universidade do Minho, dois dias após o Cabido de Cardeais, estrutura que gere a praxe na Academia Minhota, ter anunciado a retoma destas atividades. Dos 56 cursos existentes nesta universidade, 29 tinham aceite o regresso presencial à praxe.

Na segunda-feira, o Cabido de Cardeais anunciou a retoma das praxes presenciais, tendo gerado revolta por parte da comunidade estudantil e da população pela situação atual que o país atravessa devido à pandemia da Covid-19.

Posted by Cabido de Cardeais on Tuesday, July 7, 2020

“Encontram-se suspensas todas as atividades de praxe com efeito imediato e até novas informações”, escreveu o Cabido de Cardeais.

A Junta de Freguesia de Gualtar, freguesia onde se situa o pólo em Braga, desmentiu as declarações do Papa da Academia Minhota, Pedro Domingues, que afirmava que as autoridades e esta Autarquia tinham conhecimento e aprovado a realização das praxes.

De acordo com o Executivo local, durante a semana aconteceram já praxes por estudantes de Enfermagem num terreno privado da freguesia, que obrigou à intervenção da GNR no local.