Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.2 C
Braga
DesportoFutebolPorto - Sporting: Antevisão à final da Taça de Portugal 23/24

Porto – Sporting: Antevisão à final da Taça de Portugal 23/24

Jogo decisivo da Taça agendado para 26 de maio.

DR

A próxima época do futebol português de clubes, segundo a boa tradição, terminará com o jogo decisivo da Taça agendado para 26 de maio. Na temporada 2023/24 não houve sensações: dois dos três gigantes, Porto (atual detentor do troféu) e Sporting, chegaram à final, e os lisboetas eliminaram o compatriota Benfica nas meias-finais. Um sinal luminoso promete uma partida pela qual vale a pena esperar, e se você quiser apostar, acesse Mostbet retirar dinero.

Porto: o caminho para a final

Como representante da Primeira Liga, o Porto iniciou a sua caminhada até à final da Taça a partir da terceira eliminatória. O primeiro adversário, o humilde Vilar Perdizes da quarta divisão, caiu em outubro, perdendo por 0 a 2. Na ronda seguinte, em Novembro, os compatriotas do anterior adversário do mesmo campeonato, o Montalegre, caíram na mão quente e perderam por 0:4.

Em ⅛, o adversário do Porto já era da Primeira Liga, mas ainda assim o Estoril esta temporada não é uma equipa a temer. Antes mesmo do apito inicial, os convidados mais famosos já eram considerados os favoritos do jogo de janeiro, mas superaram as expectativas ao marcar quatro gols sem resposta contra esses caras.

Nas quartas de final de fevereiro, a rede escorregou do Porto Santa Clara – por um lado, natural da divisão inferior, por outro, claro candidato à promoção à Primeira Liga. Aqui o favorito sofreu pela primeira vez nesta Copa, e até a primeira – no meio do primeiro tempo. Conseguimos a recuperação apenas no segundo tempo e essa vitória já parecia difícil – o placar final foi 1:2.

Só nas meias-finais o Porto encontrou um adversário cujo estatuto (pelo menos na actual temporada) pode causar sérios problemas. O jogo fora de casa, em Março, frente ao Vitória, decorreu com notável vantagem dos visitantes, mas os Dragões limitaram-se a uma vitória mínima. A partida de volta de abril começou para o favorito com uma ducha fria em forma de gol perdido no primeiro minuto, mas os donos da casa já haviam marcado dois antes do intervalo, e no segundo tempo, por precaução, marcaram o terceiro gol – um total de 4:1 no confronto.

A caminho da final, o Porto venceu 5 adversários em 6 jogos, marcando 15 golos e sofrendo apenas 2. No entanto, o sorteio do torneio dos Dragões foi muito fácil e nos quartos de final e semifinais houve por vezes a sensação de que o favorito tinha alguns problemas.

Sporting: o caminho para a final

Os lisboetas tiveram muita sorte com o empate até às meias-finais – até à primavera não encontraram no caminho um único adversário da Primeira Lisboa. Ao mesmo tempo, o Sporting falhou o primeiro golo já aos oito minutos do jogo de estreia na Taça, na terceira eliminatória. No entanto, Olivais e Moscavide, que joga na Primeira Liga de Lisboa, não conseguiram criar um conto de fadas – 1:3.

O próximo adversário foi o Dumiense da quarta divisão, e aqui o favorito simplesmente zombou do azarão – 8:0. O ⅛ jogo frente ao Tondela, da Ligue 2, também não trouxe o menor problema – o Sporting marcou três na primeira parte e um quarto na segunda. A marcha vitoriosa dos Leões Verdes continuou nos quartos de final, onde outro representante da divisão inferior, Leiria, foi derrotado (0:3).

O destino nem sempre foi favorável aos gigantes, cedendo apenas adversários de escalões inferiores, e no confronto de duas meias-finais tiveram de defrontar o Benfica. O Sporting venceu o primeiro jogo em casa com um resultado de 2:1, liderando por dois golos no decorrer do jogo. No jogo de volta, as equipes presentearam o público com uma história comovente: depois de um primeiro tempo sem gols, os Leões abriram o placar duas vezes, mas as águias empataram duas vezes, e tudo isso em 20 minutos. O placar instável durou meia hora até o apito final, mas no final foi 2 a 2, e no total os dois jogos foram 3 a 4.

O Sporting disputou as mesmas 6 partidas contra 5 adversários, mas com um número muito maior de gols marcados e sofridos – os adversários marcaram até 22 gols, mas também tiraram a bola da rede quatro vezes. É verdade que 3 dos 4 golos marcados pelos Leões aconteceram graças ao Benfica, e por isso o favorito jogou com representantes das divisões inferiores sem muito esforço.

Situação no campeonato

A classificação da Primeira Liga não responde à questão de quem vencerá a última partida da Taça, mas permite avaliar a força dos adversários ao longo da temporada.

O Sporting manteve-se em primeiro lugar durante a maior parte da temporada, caindo apenas ocasionalmente para segundo. O Porto consolidou-se na terceira posição e apenas ocasionalmente subiu um degrau, enquanto era constantemente apoiado por baixo.

O encontro presencial dentro da Primeira Liga aconteceu em dezembro, em Lisboa. Os donos da casa abriram o placar já no início do primeiro tempo, e logo após o intervalo os visitantes ficaram em minoria. Na segunda parte, o Sporting marcou pela segunda vez e levou o jogo a uma vitória esmagadora.

Custo da equipe

A equipa portuguesa mais cara só não chegou à final da Taça – o portal Transfermarkt estima o plantel do Benfica em 360 milhões de euros, uma média de 15 por jogador. Para os finalistas, a parte financeira fica assim:

  • Sporting – 329 milhões de euros para toda a equipa, média de 12,7 por jogador;
  • Porto – 284 milhões de euros para todo o plantel, média de 10,5 por jogador.

Para os lisboetas, o jogador mais caro do plantel é o avançado goleador Victor Diekeres – pagaram 21 milhões por ele no verão passado, mas o Transfermarkt avalia-o agora em 55, e de acordo com este indicador, o avançado é o líder do campeonato português. Para os dragões, o mais valioso é o guarda-redes Diogo Costa, por quem poderão dar 45 milhões de euros.

Previsão

Não será fácil para ambas as equipas neste jogo, tendo em conta o estado do jogo e a extrema motivação de ambos os adversários. Nesse par não pode haver um favorito claro e qualquer um dos adversários pode vencer. No entanto, o Sporting parece um pouco mais prioritário, tendo somado significativamente mais pontos no campeonato do que o Porto. Além disso, o jogo, a final, será disputado em campo neutro, mas em Oeiras – isto é praticamente Lisboa, o que significa que será muito mais difícil para os Dragões chegarem ao jogo do que para os Leões.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES