Quarta-feira, Dezembro 7, 2022
11.6 C
Braga
InícioRegiãoAmaresPiscina Municipal Coberta de Amares reabre ao público no próximo ano

Piscina Municipal Coberta de Amares reabre ao público no próximo ano

© CM Amares

Uma obra há muito esperada e cuja concretização se avizinha a bom ritmo. Trata-se da Piscina Municipal Coberta de Amares, cuja empreitada se espera estar concluída no início do ano de 2023. De visita ao espaço, para acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos, o presidente da Autarquia, Manuel Moreira, mostrou-se “muito satisfeito com o andamento da empreitada e com as condições que a infraestrutura terá para oferecer aos utentes”.

“Esta é, sem dúvida, mais uma obra há muito esperada por todos. A Piscina Municipal Coberta é um equipamento que sempre teve uma enorme adesão de utentes e cuja necessidade se encontra evidenciada pelo forte número de pessoas que diariamente nos contactam com intenção de frequentar o espaço”, começou por referir o autarca. “Esta intervenção está a transformar por completo o espaço, que brevemente estará adaptado às necessidades de todos os utentes. Teremos umas Piscinas Municipais modernas, com excelentes condições físicas e logísticas, melhor climatização e eficiência energética”, referiu o presidente da Câmara, adiantando que a conclusão da obra está prevista para o início de 2023.

A requalificação em curso passa por uma intervenção de fundo no edifício, nomeadamente no que diz respeito à melhoria das condições energéticas e de várias infraestruturas, nomeadamente infraestruturas hidráulicas, elétricas e de comunicação de dados. Concluída a intervenção, a Piscina Municipal será um espaço mais confortável e ajustado às necessidades de todo o tipo de utentes, nomeadamente pessoas portadoras de deficiência.

Edifício energeticamente mais eficiente

A empreitada “Requalificação da Piscina Coberta de Amares – Mais eficiência energética” resulta do OperaçãoNORTE-03-1203-FEDER-000295 do Programa Operacional Regional do Norte 2020. A empreitada objetiva a realização de uma intervenção integrada no imóvel, abrangendo a envolvente opaca exterior, as caixilharias exteriores, os sistemas técnicos de climatização e de AQS, a iluminação interior e a instalação de equipamento para produção de energia elétrica para autoconsumo, a partir da energia solar. Este conjunto de intervenções permitirá, por um lado tornar o edifício mais acolhedor e menos consumidor de energia, e por outro diminuir a fatura energética, na medida em que a produção de energia por equipamentos funcionando com combustíveis fosseis é substituído por equipamentos produtores de energia a partir de fontes renováveis, nomeadamente a energia solar.

A piscina passa a contar com painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica para autoconsumo, painéis solares para apoio aos sistemas de climatização e de aquecimento de água, uma caldeira a biomassa (pellets) interligada aos painéis solares, a qual vai substituir a caldeira a gás propano. A introdução de painéis fotovoltaicos para produção de energia elétrica para autoconsumo, vem contribuir para uma maior redução da conta de eletricidade. Finda a intervenção, as Piscinas Municipais serão um edifício energeticamente mais eficiente, e que passará da classe energética D, para a classe energética A.

Inscrições em breve

A época de inscrições para frequência da Piscina Municipal Coberta vai ter início em breve, sendo a informação antecipadamente disponibilizada através dos canais de comunicação da autarquia.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS