Quinta-feira, Abril 11, 2024
21.2 C
Braga
BragaPAN aprova criação de parque infantil Indoor gratuito em Braga

PAN aprova criação de parque infantil Indoor gratuito em Braga

DR

Rafael Pinto, deputado municipal do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), apresentou uma recomendação relativamente aos parques infantis e promoção de vida ativa na infância, na última Sessão Ordinária de Fevereiro da Assembleia Municipal em Braga.

“Lembramos que faz agora um ano que o executivo começou a encerrar parques infantis numa reestruturação justificada pelos elevados custos de manutenção e diferenças demográficas, com promessas de melhorias. No entanto, o que de facto encontramos no terreno são queixas de moradores, pais e cuidadores, de que os parques infantis estão fechados ou sem condições de utilização”, refere.

Para Rafael Pinto, “os parques infantis não podem ser vistos unicamente como espaços de lazer, mas sim como espaços onde se promove a socialização, inclusão, desenvolvimento motor e conexão com a natureza”.

A recomendação apresentada pelo PAN pede que “haja transparência sobre o projeto da autarquia para os parques infantis, no sentido dos munícipes saberem os parques que vão ser fechados, remodelados ou criados, assim como os seus critérios”. Juntamente a esta recomendação, o PAN acrescentou a criação de um parque interior ou coberto gratuito, para que as crianças e famílias possam usufruir dos parques durante todo o ano. 

“Numa altura em que se realça a urgência dos mais jovens saírem de casa, deixarem os ecrãs, de combater o sedentarismo, um parque infantil bem planeado e inclusivo deve instigar os mais jovens a brincar, explorar, a respeitar a natureza e desafiar o seu próprio desenvolvimento”, salienta o deputado.

A proposta foi aprovada com 33 votos a favor e 32 contra (Juntos por Braga, Iniciativa Liberal e alguns presidentes de Junta).

“Embora o Juntos por Braga tenha rejeitado esta nossa proposta alegando que já existe transparência, sabemos que esta não existe para com a população nos seus canais de comunicação”, afirma Rafael Pinto. “Relativamente ao voto contra da Iniciativa Liberal, não ficamos surpreendidos, sendo que para eles existe resposta de privados e é justificável que apenas os mais afortunados possam ter acesso”, remata o também candidato ao Parlamento.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES