Terça-feira, Junho 18, 2024
16.7 C
Braga
RegiãoBarcelosNovo canil e gatil municipal de Barcelos abriu este domingo

Novo canil e gatil municipal de Barcelos abriu este domingo

© CM Barcelos

Foi inaugurado, este domingo, o Centro de Recolha Oficial de Animais de Barcelos – CROA, um equipamento localizado na freguesia de Gamil, onde passa a funcionar o canil/gatil municipal com capacidade para acolher meia centena de animais. Esta obra teve um custo de cerca de 450 mil euros, dos quais 113 mil foram objeto de financiamento do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas.

Após o presidente da Câmara Municipal de Barcelos e o presidente da Assembleia Municipal, Fernando Santos Pereira, terem descerrado a placa alusiva ao momento, Mário Constantino referiu que “a inauguração deste equipamento é um passo gigante para senão resolver, pelo menos atenuar um problema que há décadas subsiste no concelho, e é também uma tentativa de resposta ao abandono de animais de companhia que infelizmente ainda acontece com muita frequência”.

O autarca barcelense afirmou, ainda, perante dezenas de pessoas que se associaram a esta inauguração, que “este é o primeiro passo para melhorar a proteção animal, mas, entretanto, posso anunciar-vos mais uma boa notícia: já temos a decorrer o procedimento concursal para o aumento destas instalações, que vai mais do que triplicar a capacidade deste canil”.

A concluir, Mário Constantino demonstrou a sua satisfação por ver concretizada esta obra e apelou para que todos os munícipes colaborem na consciencialização contra o abandono animal.

A inauguração do CROA –  Centro de Recolha Oficial de Animais de Barcelos terminou com uma visita guiada às instalações do canil/gatil durante a qual o veterinário Municipal, Luís Almeida, explicou as valências de acolhimento e tratamento dos animais que vierem a ser recolhidos.

CROA – Centro de Recolha Oficial de Animais

O Centro de Recolha Oficial de Animais de Barcelos está implantado num terreno com uma área de 2.560m2, dos quais 900m2 foram ocupados pela construção de equipamentos.

A intervenção contemplou limpeza do local e trabalhos de movimento de terras necessários ao nivelamento pretendido para a colocação das plataformas, e a criação de infraestruturas de apoio e de acessos. Nesta primeira fase, o canil e gatil municipal vai contemplar 20 celas individuais, duas de grupos duplas, duas de isolamento, e um gatil com espaço para quarentena. Existe também uma cela para outras espécies.

Num edifício independente, estão as salas de tratamento e de apoio à triagem, sala de esterilização, espaço de recobro, instalações sanitárias, serviços administrativos, gabinete de apoio técnico e veterinário.

No novo canil, vai ser possível fazer esterilização, identificação eletrónica e vacinação antirrábica dos animais recolhidos.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES