Segunda-feira, Maio 27, 2024
16.6 C
Braga
RegiãoVila Nova de FamalicãoMaria de Medeiros homenageada no Festival de Cinema Jovem de Famalicão

Maria de Medeiros homenageada no Festival de Cinema Jovem de Famalicão

© Maria de Medeiros

Considerada uma das atrizes portuguesas mais internacionais, Maria de Medeiros é a grande homenageada da 9.ª edição do Ymotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão, que se realiza de 29 de novembro a 2 de dezembro.

A homenagem à atriz portuguesa é um dos pontos altos da sessão de encerramento do festival, que se realiza a 2 de dezembro, na Fundação Cupertino de Miranda.

Maira de Medeiros começou a sua carreira como atriz no teatro, mas foi o cinema que lhe deu maior notoriedade. Com 17 anos, estreou-se no grande ecrã com “Silvestre” (1982), de João César Monteiro, e participou em grandes produções americanas como “Henry & June” (1990), de Philip Kaufman ou “Pulp Fiction” (1994), de Quentin Tarantino, e produções espanholas como “Huevos de Oro” (1993) de Bigas Luna, “O detective e a morte” (1994) de Gonzalo Suarez ou “Airbag” (1997) de Juanma Bajo Ulloa, entre muitas outras.

Apesar de ter passado grande parte da sua vida fora de Portugal, Maria de Medeiros continuou a colaborar com cineastas portugueses, como Manoel de Oliveira, em “A Divina Comédia” (1991), Teresa Villaverde em “Três Irmãos“ (1994), no papel de “Maria”, que lhe valeu os prémios de Melhor Atriz no Festival de Veneza e no Festival de Cancun, e Joaquim Leitão, no filme “Adão e Eva” (1995), graças ao qual recebeu o Globo de Ouro de Melhor Atriz, pela sua interpretação de “Catarina”.

Além de atriz, Maria de Medeiros tem trabalhos desenvolvidos como realizadora, sendo o mais conhecido o filme “Capitães de Abril” (2000), vencedor do Grande Prémio da Mostra Internacional de São Paulo no Brasil, do prémio Globo de Ouro para melhor filme, em Portugal, e vários prémios do público em França. Para além desta longa-metragem, já realizou outras cinco, sendo “Aos Nossos Filhos” (2019), protagonizado pela atriz brasileira Marieta Severo, a sua mais recente obra cinematográfica.

“Há ícones e ícones. Maria de Medeiros é um dos nossos maiores. Uma atriz que também é um símbolo de resistência e de ativismo”, refere o comissário do festival, Rui Pedro Tendinha, que salienta que a homenagem à atriz é “um reconhecimento mais do que justo, diria mesmo obrigatório, sobretudo como fonte de inspiração para todos os jovens que um dia sonhem em realizar ou protagonizar um filme”.

Recorde-se que a competição de curtas-metragens da 9.ª edição do Ymotion tem candidaturas abertas, para jovens dos 12 aos 35 anos, até dia 13 de outubro, através do site www.ymotion.org, onde também pode ser consultada a programação e mais informações sobre o festival de cinema jovem de Famalicão.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES