Sábado, Julho 24, 2021
16.2 C
Braga
InícioCulturaII Boletim Cultural de Amares vai ser apresentado no Dia Mundial da...

II Boletim Cultural de Amares vai ser apresentado no Dia Mundial da Poesia

CM Amares

Na data em que se assinala o Dia Mundial da Poesia, dia 21 de março, a Câmara Municipal de Amares, propõe um serão cultural dedicado à apresentação online da II edição do Boletim Cultural de Amares. A publicação conta com 160 páginas, divididas em 17 capítulos, que reúnem memórias e reflexões das gentes, cultura, património e identidade do concelho de Amares.

Lançando o convite a todos os amarenses para assistir à apresentação deste boletim cultural, o vice-presidente do Município de Amares e vereador da Cultura, Isidro Araújo, lembra que esta publicação é um boletim aberto “a dar voz àquilo que somos, a promover a cultura de Amares e as reflexões de vida dos amarenses”. “A cultura é uma representação daquilo que somos e nos identifica enquanto membros de uma comunidade e, por isso, é muito importante registar e manter viva esta dimensão na memória de cada um de nós”, acrescenta+.

A apresentação pública vai contar com a participação do vice-Presidente da Câmara, do diretor Adjunto, Sérgio Guimarães de Sousa e dos colaboradores Luciana Braga, Sara Reis da Silva, Cunha de Leiradella, Jorge Brandão, Fernando Fernandes e Patrícia Monteiro.

O Boletim Cultural de Amares foi lançado no ano passado, com periodicidade anual, e pode ser consultado na Biblioteca Municipal de Amares ou através do website da Autarquia.

A publicação

Com 160 páginas, a publicação divide-se em 17 capítulos, com destaque para Francisco de Sá Miranda, considerado o introdutor no nosso país do verso decassílabo, e que viveu em Amares com a sua família, e onde se encontra sepultado, na freguesia de Carrazedo. O estudo da vida e obra de Francisco de Sá de Miranda está no cerne do Centro de Estudos Mirandinos, recentemente criado pela Câmara Municipal de Amares, e que tem como propósito afirmar-se enquanto polo de referência na investigação e divulgação do poeta do Neiva. O Boletim Cultural apresenta uma entrevista ao diretor do CEM, Sérgio Guimarães de Sousa, e à investigadora Márcia Arruda Franco, que é professora de Literatura Portuguesa na Universidade de São Paulo, e estudiosa da obra de Sá de Miranda e de outros autores quinhentistas.

Vergílio Alberto Vieira, considerado o “poeta maior de Amares”, e cuja sua obra se encontra editada em Espanha, Bulgária, Egito, Moçambique e Brasil, é também recordado neste Boletim, numa altura em que assinala 50 anos de vida literária, enquanto poeta, crítico literário e autor de obras para crianças.

A Abadia, sobre a qual o Município de Amares publicou recentemente um livro, é outro dos capítulos abordados nesta segunda edição do Boletim Cultural de Amares, que inclui uma entrevista ao Juiz da Confraria da Nossa Senhora da Abadia, Carlos Portela.

Os 75 anos do final da II Guerra Mundial, assinalados em 2020, também não foram esquecidos nesta obra, com Jorge Brandão, da Biblioteca Municipal de Amares, a assinar o capítulo “Por Amares, os livros Holocausto: a leitura contra o esquecimento”, com sugestões de diversos livros com a temática do Holocausto.

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS