Terça-feira, Setembro 28, 2021
15.1 C
Braga
InícioBragaHospital de Braga diminui tempos de espera em oncologia

Hospital de Braga diminui tempos de espera em oncologia

Terça-feira, 28 Setembro, 2021

Hospital de Braga

O Hospital de Braga tem em curso um projeto destinado a doentes oncológicos, que agiliza procedimentos para levantar medicamentos e diminuir tempos de espera para tratamentos.

Esta iniciativa do Hospital de Braga e da consultora Lean Health Portugal, que conduziu o projeto, contribuiu para o aumento da taxa de ocupação do hospital de dia oncológico.

O projeto foi desenvolvido entre fevereiro e junho e envolveu uma equipa multidisciplinar do hospital de dia oncológico e começou pela identificação de potenciais desperdícios e ineficiências, para depois se definir um plano de melhoria.

Segundo o comunicado, o projeto resultou, desde logo, na redução de 43% das atividades realizadas pelo doente que vai fazer o levantamento da sua medicação oral.

Antes da implementação do projeto, o utente teria de seguir sete passos, tendo a possibilidade de cinco momentos de espera. No momento, o circuito do utente reduziu para quatro passos, com apenas dois momentos de espera, passando a ser centralizados e focados no hospital de dia, evitando a realização de longas distâncias.

A criação de novas regras de agendamento permitiu também a entrada de utentes no serviço de forma escalonada, fazendo com que o utente passe a aguardar, em média, menos 11 minutos entre o momento em que se senta no cadeirão até que o seu tratamento seja preparado.

O projeto contribuiu para um aumento de 50% da taxa de ocupação dos quartos e um “melhor aproveitamento” do espaço.

Também as alterações ao sistema informático e a campanha de sensibilização para utilização dos quiosques levaram a uma redução de utentes em espera para efetivação no balcão central, bem como a uma diminuição de 81% do tempo total necessário para efetivação do ato.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS